Microsoft e Google se unem para combater "pornô da vingança"

Duas das maiores empresas de tecnologia do mundo se uniram com o objetivo de acabar com a prática do “revenge porn”, ato de postar fotos e vídeos sexualmente explícitos de um parceiro após o término da relação.

As duas companhias já haviam anunciado no ano passado que iriam mudar suas políticas de serviço para facilitar a remoção dos arquivos postados na internet. Para isso, usuários ofendidos só precisam preencher um formulário pedindo a exclusão do conteúdo.

No entanto, é importante lembrar que a Microsoft não aceita qualquer pedido para remoção de conteúdo sem antes levá-lo para análise. No segundo semestre de 2015, cerca de 63% dos pedidos foram atendidos de forma positiva. O percentual equivale a 338 requisições aceitas de 537 ao total.

Os motivos para a recusa da empresa de tecnologia em algumas solicitações devem-se por falta de informações nos pedidos, bem como a falta de “nudez” ou de identificação da vítima na imagem.

Via Business Insider

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ