Microsoft quer que as pessoas usem a realidade virtual em conjunto

Pesquisadores da Microsoft estão pesquisando maneiras de utilizar a realidade aumentada no compartilhamento de experiências, o que pode ser chamado de "realidade mista", já que une a realidade aumentada, a realidade virtual e a participação de outras pessoas. Na prática, isso significa a possibilidade de compartilhar conteúdos com os amigos, interagindo com a tecnologia em conjunto.



O projeto, chamado Comradre, propõe a interação de mais de uma pessoa ao mesmo tempo com objetos ou fenômenos virtuais. Os fones de ouvido usam smartphones ou PCs e contam com sensores que acompanham os movimentos da cabeça do usuário, convertendo as interações físicas (como um aperto de mãos, por exemplo) em situações virtuais.

Além da tradicional aplicação em jogos, a realidade mista pode ser utilizada na comunicação, no compartilhamento de informações e em áreas como a medicina. Outras aplicações permitem que o usuário consiga visualizar ondas sonoras da música produzida por instrumentos musicais como a flauta.

Dificuldades
Jeremy Bailenson explica que uma das principais dificuldades na criação de experiências de realidade virtual para mais de uma pessoa é seguir o movimento dos usuários. "O aspecto crítico da realidade virtual multi-pessoa é que você tem que controlar os movimentos de todo mundo com muita precisão", conta.
O pesquisador acredita que a tecnologia, apontada como uma das grandes tendências para os próximos anos, será muito útil, especialmente para as comunicações.

Via TechnologyReview 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ