Microsoft sobre acesso a dados: "EUA devem respeitar as leis internacionais"

A Microsoft vai enfrentar na próxima quinta-feira, 10,o Departamento de Justiça dos Estados Unidos em um julgamento sobre a obrigação de revelar e-mails ligados a uma investigação de narcóticos. Em 2013, a empresa se recusou a revelar as informações e solicitou que o departamento obtivesse um mandato de uma autoridade irlandesa, onde fica a base de dados da companhia.

Na época, a Microsoft alegou que "quando um governo quer obter um e-mail que está armazenado em outro país, ele precisa fazê-lo de uma forma que respeite as leis nacionais e internacionais existentes".

Em depoimento à CNet, James Comey, investigador do FBI, afirmou que a que a criptografia pode "atrasar investigações criminosas". A decisão de amanhã pode afetar os rumos da privacidade na rede. Mesmo que bem intencionada, ela pode acabar abrindo precedentes para que governos do mundo todo forcem empresas de tecnologia a divulgar dados de usuários, nem sempre por motivos justificáveis.

Via TheNextWeb

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ