Montadoras japonesas trabalham em bateria trocável para motos elétricas

Projeto é feito pela Honda, Yamaha, Kawasaki e Suzuki; design já está pronto para testes

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini 04/09/2020 13h56
Moto elétrica
A A A

Quatro grandes fabricantes de motocicletas do Japão trabalhando juntas na evolução de motos elétricas. Honda, Yamaha, Kawasaki e Suzuki estão desenvolvendo uma plataforma de bateria trocável para seus veículos.


O consórcio foi anunciado ainda em 2019, mas nada mais se falou sobre o assunto desde então. Agora, as empresas estão prontas para iniciar os testes do design desenvolvido com usuários reais. Isso vai acontecer na Universidade de Osaka, com alunos e funcionários, que vão testar as motos. Para isso, haverá estações de troca de baterias no campus e em lojas próximas.

Apesar de parecer em estágio avançado, não foram reveladas nenhuma especificação técnica ou outra característica dessas baterias substituíveis. Apesar disso, é especulado que ela siga o exemplo das baterias trocáveis das scooters elétricas PCX e Benly, da Honda.

ReproduçãoBateria da scooter Benly. Foto: Honda

“Como resultado de repetidos estudos de coleboração entre quatro empresas nacionais de motocicletas, pudemos colaborar com a e-Yan Osaka para verificar as especificações comuns de baterias substituíveis”, declarou Noriaki Abe, diretor executivo e chefe de Operações de Negócios de Motocicletas da Honda.

“Estamos cientes de que ainda existem questões a serem resolvidas na disseminação das motocicletas elétricas, e continuaremos trabalhando na melhoria do ambiente de utilização dos nossos clientes nas áreas onde cada empresa pode cooperar”, finalizou.

Os testes devem durar cerca de um ano. O principal objetivo é estudar a eficácia dos projetos e das estações de troca de bateria. Apenas após isso que será decidido um projeto final para produção.

Moto elétrica russa chega a 240 km/h

A montadora russa Aurus apresentou uma moto elétrica projetada para uso pelo governo do país. Ela é parte de um esforço iniciado pelo presidente Vladimir Putin para a modernização dos veículos oficiais, substituindo modelos antigos por novos designs projetados e produzidos na Rússia.

A Aurus Escort tem um design que lembra as motos "touring", com grandes alforjes na traseira, e foi criada para uso como escolta de comitivas oficiais. Pouco se sabe sobre as especificações, além de que o motor de 112 kW é capaz de levá-la a até 240 km/h e há amortecedores monochoque na traseira e na frente. Um para-brisa ajustável ajuda a proteger o piloto.

Foto: Electrek

Bateria veículo elétrico Moto Elétrica moto
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você