Moto E4 Plus x Moto G5: saiba qual é o melhor da Motorola por menos de R$ 1.000

Em junho, a Motorola adicionou mais três smartphones ao seu catálogo no Brasil, todos custando abaixo de R$ 1.000: Moto C Plus, Moto E4 e Moto E4 Plus. Este último chamou a atenção não só pela nomenclatura, mas também pela faixa de preço muito similar à de outro celular da mesma marca.

O Moto E4 Plus chegou ao Brasil com preço sugerido de R$ 949, apenas R$ 51 a menos do que outro aparelho da Motorola, o Moto G5, que tem preço sugerido de R$ 999. Dessa forma, é fácil encontrar os dois aparelhos custando praticamente a mesma coisa em lojas espalhadas pelo Brasil.

Mas, com um preço tão semelhante, como os dois se saem numa comparação cara a cara? O Olhar Digital experimentou ambos os smartphones e, nos parágrafos abaixo, você pode conferir o que cada celular tem de diferente e qual dos dois é o melhor, na nossa avaliação, entre os aparelhos mais baratos da Motorola.

Design e tela

Reprodução

Moto G5 e Moto E4 Plus têm um visual parecido, pelo menos numa visão geral. Os dois têm corpo de metal, câmeras traseiras em formato redondo, sensores de impressão digital abaixo da tela igualmente redondos e o logo da Motorola estampado acima do display. Nos detalhes, porém, é em que vemos as diferenças.

O Moto E4 Plus parece bem mais pesado que o Moto G5, especialmente por ter uma tela maior (5,5 polegadas, contra 5 polegadas do G5) e também uma bateria maior. O aparelho passa a sensação de ser mais grosso também, mas a fabricante garante que a diferença entre os dois é de apenas 0,05 milímetro.

Outras diferenças podem ser notadas na parte da frente. As bordas laterais do Moto E4 Plus são bem menores do que as do Moto G5. O vidro que recobre a parte da frente do aparelho também tem bordas levemente curvas nas pontas, enquanto o vidro do G5 termina abaixo da lateral metálica que percorre todo o dispositivo.

Já na reprodução do conteúdo na tela, o Moto G5 tem vantagem. Apesar de vir com um painel menor, a resolução das imagens é Full HD (1080p, 441 pixels por polegada), enquanto a do Moto E4 Plus tem resolução HD (720p, 267 pixels por polegada). Portanto, o G5 consegue reproduzir vídeos com mais detalhes e cores mais vivas, mesmo sendo menor.

Além disso, a saída de áudio no modelo mais barato fica na lateral inferior, o que prejudica a reprodução do som quando se coloca a mão ali para segurar o aparelho. Já no G5, o alto-falante fica logo acima da tela, voltado para frente, o que é bem mais eficiente.

Usabilidade também é um ponto alto do Moto G5. Por ser menor, ele é mais fácil de manusear com uma só mão. Você também não terá problemas para colocá-lo no bolso, ao contrário do E4 Plus, que, além de ser bem maior, é também bem mais pesado: 198 gramas, contra os 144 gramas do modelo mais caro.

Resumidamente, o Moto E4 Plus tem um design mais bem acabado, com um melhor aproveitamento de espaço e detalhes que afastam dele a imagem de um celular "baratinho". O Moto G5, por sua vez, apesar de um visual pouco caprichado, ganha na qualidade da tela e na usabilidade. Mas depende de cada usuário decidir se maior resolução vale a pena num display menor.

Vencedor: empate.

Performance e bateria

Reprodução

Neste quesito, os dois também são semelhantes. O Moto G5 vem com um processador Snapdragon 430, com oito núcleos e clock máximo de 1,4 GHz. Já o Moto E4 Plus vem com um MT6737, da MediaTek, com quatro núcleos e clock máximo de 1,3 GHz. Ambos têm 2 GB de memória RAM.

Neste caso, os números dizem a verdade: o Moto G5 é mesmo mais rápido e eficiente que o Moto E4 Plus. Jogos um pouco mais pesados, como o FPS "Modern Combat", têm uma queda nítida na taxa de quadros no celular mais barato, mas rodam bem melhor no G5.

O que não quer dizer que o smartphone tenha uma performance excelente. É fácil notar pequenos engasgos em tarefas simples, troca rápida entre apps e alguma lentidão em processos simultâneos, o que é de se esperar vindo de um aparelho tão barato. Mesmo assim, o Moto G5 tem uma pequena vantagem.

Fora isso, o G5 vem com 32 GB de espaço interno para armazenamento, além de suporte a cartões microSD de até 128 GB. O E4 Plus, por sua vez, vem com apenas 16 GB de memória interna, com suporte aos mesmos limites de memória extra.

Os dois smartphones vêm com Android 7.0 Nougat de fábrica. A Motorola garante que o sistema operacional é "puro", sem grandes modificações além do que vem no código original do software, mas é fácil notar algumas diferenças entre os dois. Os ícones de alguns apps no E4 Plus, por exemplo, são levemente customizados, diferentemente dos do G5.

É em termos de bateria que o Moto E4 Plus tenta recuperar alguma vantagem, sem muito sucesso. Isso porque o smartphone vem com uma bateria de 5.000 mAh, o que, nos nossos testes, foi suficiente para mais de um dia inteiro de uso. O G5, por sua vez, tem uma de 2.800 mAh que acaba precisando de uma recarga quase diária.

O problema é que, mesmo tento uma bateria tão grande, o E4 Plus exige uma conexão micro USB para recarregar. O que significa que ele precisa passar quase duas horas na tomada para ir de 5% a 100% de carga. O Moto G5 também é micro USB, mas exige menos tempo na tomada porque a bateria é menor.

No fim das contas, todos esses 5.000 mAh de bateria acabam não se justificando, já que a performance do E4 Plus é inferior. O usuário até pode ficar mais tempo longe da tomada, mas vai gastar boa parte desse tempo vendo o seu smartphone travar. O Moto G5 é mais rápido, de modo que o tempo de autonomia da bateria, mesmo sendo menor, é mais bem gasto.

Vencedor: Moto G5.

Câmera

Em números, as câmeras dos dois smartphones também são bem parecidas. Ambos vêm com um sensor traseiro de 13 MP, abertura f/2.0 e HDR; e com um sensor frontal de 5 MP. Só que, mais uma vez, como em outros momento deste comparativo, a diferença está nos detalhes.

O Moto G5 consegue capturar vídeos com resolução de até 1080p (Full HD) e 30 quadros por segundo, enquanto o máximo que o Moto E4 Plus consegue é registrar vídeos com resolução de 720p (HD) e o mesmo número de quadros por segundo. Por outro lado, o E4 Plus tem flash frontal, que não existe no G5.

É na prática, porém, que a vantagem do modelo mais caro fica óbvia. A câmera traseira do Moto G5 reproduz cores e contrastes com muito mais cuidado, ainda que os detalhes sejam um pouco borrados em ambos os smartphones. O foco automático também é mais rápido no modelo mais caro. Compare as fotos abaixo.

Moto G5:

Reprodução

Moto E4 Plus:

Reprodução

Na hora de tirar selfies, a vantagem do G5 também aparece. Assim como na câmera traseira, a frontal reproduz cores com mais energia e melhores contrastes, além de capturar mais detalhes graças à abertura ligeiramente maior - f/2.2, enquanto a do E4 Plus é de f/2.4. Por outro lado, o modelo mais barato tem uma lente de ângulo maior, que captura mais conteúdo em cada tentativa.

Veja o comparativo abaixo (à esquerda, imagem do Moto G5; à direita, Moto E4 Plus).

Reprodução

Vencedor: Moto G5.

Conclusão

Pelo site da Motorola, o Moto G5 custa apenas R$ 51 a mais que o Moto E4 Plus, e com certeza faz valer cada centavo da vantagem. O celular pode ter uma tela menor, mas a resolução é melhor. Além disso, a performance dele é superior, ainda que a bateria não seja tão duradoura.

No fim das contas, fica difícil entender o motivo que levou a Motorola a lançar o Moto E4 Plus por aqui numa faixa de preço em que a própria empresa já tinha um produto, o Moto G5, que já é muito melhor em diversos fatores. As características exclusivas do E4 Plus, como bateria maior, tela maior e flash frontal, não justificam essa concorrência dentro de casa.

Resultado: o Moto G5 é, sem dúvida, melhor que o Moto E4 Plus.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ