Moto X Force ou Galaxy S6; qual é melhor? Veja o comparativo

Moto X Force versus Galaxy S6

 

O ano passado foi marcado por alguns lançamentos excelentes no mercado de smartphones, com Samsung e Motorola ganhando o maior destaque no Brasil quando o assunto são os aparelhos Android. Dois dos principais aparelhos lançados no ano são o Moto X Force e o Galaxy S6.

Qual dos dois é melhor, no entanto? É o que vamos descobrir no comparativo de hoje:

Desempenho

Os dois aparelhos têm o que havia de melhor para smartphones Android na época de seu lançamento, mas estão longe de ser iguais. O Galaxy aposta em um processador da própria Samsung, o Exynos 7420 octa-core (quatro núcleos operando a 2,1 GHz e quatro a 1,5 GHz), enquanto o Moto X Force usa um Snapdragon 810, da Qualcomm, também octa-core (quatro núcleos de 2 GHz e quatro de 1,55 GHz). Ambos também contam com 3 GB de memória RAM.

Ao longo do ano passado, não foram poucos os relatos de superaquecimento em aparelhos usando o Snapdragon 810, tanto é que a maior parte dos modelos top de linha do início do ano deixaram o chip de lado, recorrendo ao Snapdragon 808, mais modesto, em seu lugar. O chip foi revisto e o problema foi sanado, mas o fato é que o 810 acabou não cumprindo toda a potência de que parecia capaz inicialmente, talvez justamente para evitar o aquecimento.

Enquanto isso, a Samsung acertou logo de cara com o Exynos 7420, que permitiu que seus aparelhos figurassem bem entre os 10 mais rápidos do ano em 2015 segundo a lista do AnTuTu.

Então, mesmo que a Samsung carregue mais o software de seu aparelho do que o Moto X com seu Android puro, isso é compensado com maior poder computacional. A vitória, é, portanto, do Galaxy S6.

Software

Sempre foi o ponto fraco da Samsung, incapaz de criar um software à altura do potente hardware que a empresa sempre colocou em seus smartphones. Dito isso, é necessário elogiar o trabalho da empresa no Galaxy S6. A TouchWiz melhorou bastante, apesar de ainda estar longe de ser perfeita. Mais enxuta, mais elegante e com menos apps pré-instalados, o software mostra que recebeu uma atenção especial, e que a empresa está no caminho certo.

No entanto, a Motorola ainda aposta em um Android puro, e isso é impagável. Leve, limpo, organizado e estável. Para superar a proposta do próprio Google para o Android, você precisa ser muito bom em software para criar uma experiência perfeita, o que a Samsung ainda não é capaz de fazer.

Portanto, a vitória aqui é do aparelho da Motorola, mas a Samsung ganha uma estrelinha de consolação de por evoluir neste quesito.

Tela

Antes de começar a investir em smartphones, a Samsung já era um dos maiores nomes do mundo em relação a telas: TVs, monitores e tudo mais sempre foram uma especialidade. Quando foi a hora de fazer a transição para a era dos celulares, a empresa já levava uma vantagem em displays em comparação com os concorrentes.

A comparação com o Moto X Force é parelha, no entanto, por um motivo. As duas empresas usam o AMOLED, tecnologia que acende individualmente cada pixel na tela, o que permite que as áreas pretas realmente sejam uma ausência total de luz, enquanto o LCD convencional usa um backlight (uma luz de fundo) que ilumina todo o painel independente das cores que são reproduzidas, fazendo com que o preto seja mais um cinza escuro do que qualquer outra coisa.

É notável, no entanto, o melhor contraste e visibilidade do display do Galaxy S6, bastante superior ao do Moto X Force. A tela do Moto X Force também não é de vidro, e sim de um tipo de plástico, que prejudica um pouco a visibilidade. No fim das contas, o combate favorece a Samsung, mas ao menos ambos contam com a mesma resolução 2K (2560x1440), mas a densidade de pixels ainda é superior no S6, já que ele conta com uma tela menor.

Preço

Ambos foram lançados por mais de R$ 3 mil, o que é, infelizmente, proibitivo. No entanto, com o passar dos meses, o preço foi caindo lentamente ao ponto de que ambos já estão um pouco menos inacessíveis (ainda estão longe de ficarem baratos, no entanto).

Assim, o Galaxy S6 hoje pode ser encontrado em grandes lojas por um preço próximo dos R$ 2,1 mil, o que é mais favorável do que o mínimo de R$ 2,8 mil pelo qual é encontrado o Moto X Force. Claro, o S6 está no mercado há mais tempo, então ele teve mais tempo para se desvalorizar. De qualquer forma, neste momento, o aparelho da Samsung é mais acessível que o da Motorola.

Características especiais

Não dá para comparar o Moto X Force contra nenhum outro aparelho sem falar do Moto ShatterShield, que é a construção especial do aparelho que faz com que ele seja praticamente indestrutível. Ele basicamente resiste a qualquer queda acidental comum no cotidiano, e você só irá quebrá-lo se você realmente tiver essa intenção, o que acreditamos não ser uma boa ideia.

Isso é uma vantagem contra os aparelhos cada vez mais frágeis, mas também tem suas contrapartidas. Além disso, o design do aparelho parece ter sido pensado com funcionalidade em primeiro lugar, com a estética em segundo plano. Neste último quesito, o S6 dá um banho.

De qualquer forma, o vencedor aqui é o Moto X Force. Ter um smartphone inquebrável é algo excelente. Além disso, o S6, com sua traseira de vidro, passa uma sensação de fragilidade que não é ideal.

Câmera

Em 2014, este embate seria uma piada. A câmera do Moto X era, disparado, a pior entre os tops de linha. Felizmente, isso mudou no ano passado, graças a um investimento pesado da Motorola nesta área, permitindo que a briga tivesse pelo menos um pouco de graça.

No entanto, por mais que o Moto X Force tenha evoluído em comparação com o Moto X2, o S6 ainda tem a melhor câmera entre aparelhos Android, tanto que a mesma tecnologia foi reaproveitada alguns meses seguintes no Galaxy Note 5, que, portanto, também tem a melhor câmera do Android.

O site especializado DxOMark, a principal referência quando o assunto é comparativo de câmeras, coloca o Xperia Z5, da Sony, como o único capaz de igualar a câmera nos tops de linha da Samsung de 2015. Isso não quer dizer, no entanto, que o Moto X Force fique muito atrás. O aparelho da Motorola fica na 7ª posição, atrás apenas de três tops de linha da Samsung, do iPhone 6s Plus, do Nexus 6P e do Xperia Z5.

No fim das contas, ambas as câmeras são boas, mas a do S6 é melhor, com seu sensor traseiro de 16 megapixels com abertura de f/1.9 e frontal 5 MP, capacidade de gravar em 4K, com câmera lenta e estabilização de imagem. Enquanto isso, o Moto X Force apresenta sensor traseiro de 21 megapixels com abertura f/2.0, e frontal de 5 MP, também capaz de fazer vídeos em 4K.

Resumindo: as duas são excelentes, mas a unanimidade entre especialistas é do aparelho da Samsung, capaz de sustentar uma boa qualidade em quase todas as situações de luminosidade. Ponto para o Galaxy S6.

Conclusão

São dois dos melhores Androids de 2015 em disputa, então é bem difícil dar um veredicto final. Por um lado, o aparelho da Samsung consegue ser melhor tecnicamente na maior parte dos aspectos, mas ele ainda peca em software. Do outro, o Moto X Force trouxe algo novo para o mercado, que é o fato de ser inquebrável, o que é uma vantagem gigante para o S6, que parece ser extremamente frágil com seu revestimento em vidro. Além disso, ele mantém o conceito de software do Android puro, que é, de um modo geral, superior à TouchWiz.

No fim das contas, a nossa opinião é a de que o Galaxy S6 é uma opção melhor por ser mais equilibrado (e estar mais barato), mas tudo vai depender do perfil do usuário. Há quem possa preferir a tela maior e inquebrável do Moto X, quem prefira o software mais refinado.

Os dois são excelentes aparelhos, e mesmo onde o Moto X Force não vence, ele fica bem perto sempre, então não há erro entre os dois modelos.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ