Moto Z2 Force ou Galaxy S8: qual é o melhor top de linha?

A Motorola apresentou o Moto Z2 Force nesta terça-feira, 25, a sua aposta na faixa dos tops de linha para 2017. O aparelho tem a missão de colocar a empresa para competir com o melhor celular do ano até então: o Galaxy S8.

Mas o Moto Z2 Force tem o que é preciso para competir de igual para igual com o celular da Samsung? É o que vamos descobrir:

Desempenho

Os dois aparelhos devem ser bastante equivalentes em termos de desempenho, uma vez que ambos apostam no Snapdragon 835 como processador. No Brasil, o Galaxy S8 usa um processador Exynos, da própria Samsung, mas ele tem poder equivalente ao modelo da Qualcomm, e não há grande diferença de poder computacional entre a versão internacional e a brasileira.

Os dois aparelhos também têm 4 GB de RAM, o que ajuda a igualar os modelos. A Motorola pode sair um pouco na frente em termos de desempenho por adotar o Android puro em vez da customização utilizada pela Samsung, mas a vantagem tende a ser insignificante.

Neste critério, o resultado é um empate.

Bateria

Um ponto fraco do celular da Motorola é o fato de que a empresa sentiu a necessidade de reduzir a bateria do Moto Z2 Force para torná-lo mais leve e fino. O modelo do ano passado tinha uma bateria de 3.500 mAh, mas a versão deste ano foi reduzida para 2.700 mAh.

Depois do desastre do Galaxy Note 7, a Samsung tomou precauções para evitar que a bateria de seu celular não fosse grande demais para o espaço físico destinado a ela. Mesmo com uma capacidade mais conservadora de apenas 3.000 mAh, o Galaxy S8 ainda tem mais bateria do que o Moto Z2 Force.

Ponto para o Galaxy.

Tela

Se compararmos apenas as especificações tradicionais, temos um empate. O celular da Motorola tem um painel AMOLED de 5,5 polegadas com resolução 2K de 2560x1440, enquanto o Galaxy S8 tem o mesmo painel AMOLED com 5,8 polegadas, ainda que com a proporção diferentona de 18,5:9, que resulta em uma resolução de 2960x1440.

Os números frios, no entanto, escondem a realidade de que as duas telas são totalmente diferentes. O Moto Z2 Force possui o painel com tecnologia Shattershield, que torna a tela quase invulnerável à maior parte dos impactos do dia a dia. A tela curva do Galaxy S8, por sua vez, dá um aspecto diferenciado e refinado ao celular.

No Olhar Digital, defendemos função sobre forma. Por isso, ponto para o Moto Z2 Force.

Câmera

Uma das novidades do Moto Z2 Force é a sua câmera dupla, com um sensor que captura imagens coloridas, para registrar mais detalhes, e o outro em escalas de cinza, que ajuda a capturar melhor a luz. A ideia é que ambas as lentes sejam usadas em conjunto para criar uma única imagem de maior qualidade. As duas lentes têm abertura f/2.0 com a contagem de megapixels em 12 MP.

Enquanto isso, o Galaxy S8 faz muito com uma só lente, praticamente repetindo a já ótima câmera do S7. Com os mesmos 12 megapixels mas com uma abertura maior, f/1.7, o aparelho consegue fazer ótimas imagens em qualquer situação de iluminação e em movimento.

É necessário observar que, historicamente, as câmeras são um ponto fraco da Motorola. Mesmo com a nova tecnologia, é pouco provável que a empresa seja capaz de superar o Galaxy S8.

Design

O Moto Z2 Force é propositalmente pouco inspirado em seu design, porque o aparelho obrigatoriamente tem que ser compatível com os Moto Snaps, o que requer que a empresa mantenha o mesmo formato do celular do ano passado. O problema é que assim a Motorola acaba repetindo os mesmos erros do ano passado, como as bordas excessivamente grandes e a ausência da entrada de fone de ouvido. O aparelho, no entanto, ficou mais fino e leve, com apenas 6,1 milímetros de espessura e 143 gramas.

O Galaxy S8, por sua vez, não é nem tão fino nem tão leve, pesando 155 gramas com espessura de 7,8 milímetros. No entanto, o aparelho se encaixa muito bem na mão pelo seu formato de tela mais amplo, mesmo com uma diagonal de tela maior, graças ao seu design quase livre de bordas. As curvas na traseira também tornam o seu manuseio mais confortável.

Neste ponto, é difícil superar o Galaxy S8, que é campeão de estética neste ano.

Conclusão

O Galaxy S8 parece ser o celular superior neste momento, sendo melhor em termos de câmera, design e bateria. Nos critérios em que há vantagem da Motorola, a margem de diferença não é tão grande assim.

Isso não quer dizer que o Moto Z2 Force será um fracasso no Brasil, ou que ele seja uma compra ruim. A tela inquebrável é um diferencial enorme e os snaps podem ser um recurso interessante, desde que atinjam um patamar acessível de preço.

A Motorola tem a oportunidade de acertar a mão no preço, que ainda não foi anunciado. Se o valor ficar abaixo dos R$ 3.300 pelos quais o Galaxy S8 é encontrado no mercado, o aparelho começa a ficar bastante interessante. Caso contrário, o S8 é um celular melhor.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ