Netflix diz que não vai repassar novo imposto para consumidores

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou no começo do mês a cobrança de ISS para serviços de streaming, e a Netflix se posicionou sobre a medida.

Em um comunicado enviado para a Veja, a empresa disse que não vai repassar a cobrança para o consumidor. Assim, a mensalidade não deve ter alteração, e os valores cobrados atualmente permanecerão iguais.

A cobrança do ISS para serviços de streaming foi aprovada no fim de 2016 pelo presidente Michel Temer (PMDB). No entanto, como o imposto é municipal, cabe a cada prefeitura decidir como vai fazer a cobrança. Em São Paulo, um projeto do prefeito João Dória (PSDB) foi aprovado fixando uma alíquota de 2,9% para empresas do setor. No Rio de Janeiro, a cobrança da taxa também já foi aprovada.

Enquanto Netflix já se pronunciou sobre a cobrança, outras empresas da área, como Deezer e Spotify, ainda não disseram se vão repassar o valor para o consumidor ou se as assinaturas não serão reajustadas mesmo com a nova tarifa.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ