No futuro, será possível dirigir carro com o cérebro?

Já pensou em controlar seu carro com o poder da mente? A ideia pode parecer ficção científica, mas algumas empresas já mostram que ela pode se tornar realidade um dia. Nesta edição do Salão do Automóvel, em Paris, a montadora alemã Opel permitiu que alguns usuários testassem uma tecnologia que permitia ligar a ignição do novo Astra apenas ao pensar em fazê-lo.

Para conseguir a façanha, a empresa usou uma faixa com um sensor embutido capaz de monitorar as ondas beta do cérebro do usuário, do mesmo jeito que um eletroencefalograma. Essas ondas iniciaram uma conexão Bluetooth e ativaram o carro.

O sensor consegue perceber as ondas no cérebro, mas não sabe exatamente no que ele está pensando. “A verdade é se que você decidir resolver uma equação matemática, o carro também vai ser ligado", explica Jean-Baptiste Herman, um dos fundadores da Tips Tank, empresa que trabalhou com a Opel no projeto.

A fabricante de carros, subsidiária da General Motors, afirma que não tem planos de se aprofundar na tecnologia, mas o recurso fez bastante sucesso no evento em Paris.

Projeto Opel Mind, em Paris

Apesar de a Opel não ter planos de desenvolver a fundo a tecnologia, o sucesso do projeto em Paris indica uma aceitação desse cenário futuro de mais harmonia entre o ser humano e um carro. A empresa possui um outro veículo, GT Concept, que foi apresentado no Salão de Genebra, com uma interface que compreende o humor e a personalidade do motorista.

"Talvez não cheguemos a controlar um carro com nossos pensamentos. Mas estamos tentando fazer com que os carros entendam melhor seus motoristas", explica aponta Grégoire Vitry, diretor de marca da companhia.

Via BBC

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ