Novo guepardo robótico do MIT foi criado para ajudar a salvar vidas

Pesquisadores do MIT apresentaram a nova versão do guepardo robótico Cheetah 3, um robô bastante rápido feito com o objetivo de ajudar a salvar vidas.

Até agora, as apresentações de robôs do MIT focavam em mostrar feitos impressionantes que eles são capazes de atingir, mas para o novo modelo houve uma mudança de filosofia, e os cientistas querem mostrar uma utilidade prática para a criação.

"Nossa visão mudou para querer usar isso em uma situação real, para enviá-lo a Fukushima", disse o professor Sang-bae Kim, líder da equipe do laboratório de biomimética do MIT responsável pelo desenvolvimento do robô, em referência à cidade japonesa devastada após um vazamento nuclear causado pelos tsunamis de 2011. "Queremos usá-lo em um lugar onde não queremos usar humanos", disse ao TechCrunch.

Assim, o novo guepardo robótico foi desenvolvido para monitorar o ambiente e situações de emergência em uma área que representa muitos riscos para seres humanos. Ele não será o primeiro a frequentar o cenário radioativo de Fukushima: outros robôs, como o Packbot da Endeavor, já fez estudos na região.

Mas o Cheetah 3 pode ir mais longe do que outros robôs: por contar com quatro patas articuladas e não com rodas, ele consegue se locomover para áreas mais remotas do que outros robôs.

O professor Kim ressalta que o Cheetah 3 não está pronto para ser usado, e ainda falta muito desenvolvimento até que ele de fato possa andar pela região da usina nuclear de Fukushima. Atualmente, ele está sendo testado no campus do MIT, e a ideia é que a partir do ano que vem ele incorpore funções dos modelos anteriores. Portanto, ele ainda está em estágio inicial de desenvolvimento.

Vai às compras na BlackFriday? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ