Número de aparelhos Android desatualizados há dois anos chega a 1 bilhão

O Google anunciou os números mais recentes de quantos usuários usam cada versão do Android atualmente. Como já é habitual, a edição mais recente, com a numeração 8.0 e apelido de Oreo sofre para engrenar, com apenas 0,3% da base de usuários.

Um outro número importante a ser observado, que mostra bem a situação de fragmentação do Android, é que já há mais de 1 bilhão de aparelhos com o sistema operacional espalhados pelo mundo que estão rodando versões desatualizadas do software há pelo menos dois anos.

A observação partiu do engenheiro de hardware Dan Luu, que fez a estimativa cruzando a informação com os números do Google de maio deste ano; durante o Google I/O, a empresa se vangloriou ao anunciar que haviam 2 bilhões de aparelhos Android ativos no planeta.

Segundo os números mais recentes, 48,2% dos aparelhos Android ainda estão rodando a versão 5.1 do sistema, batizada de Lollipop, lançada em 2014 e distribuída até 2015, de modo que praticamente metade dos aparelhos estão desatualizados há pelo menos dois anos.

Uma implicação séria desse atraso é que, desta forma, 1 bilhão de aparelhos estão inseguros. Sem atualizações há dois anos, as brechas abertas já são amplamente conhecidas e podem ser exploradas sem grandes dificuldades por algum cibercriminoso experiente. Basta entrar em um site malicioso sem querer para ficar exposto.

Felizmente, o Google está tomando algumas providências para melhorar essa situação. Com o Android 8.0, a empresa lançou também o Projeto Treble, que visa simplificar a atualização, tornando o sistema mais modular, permitindo que fabricantes tenham que investir menos tempo e dinheiro para atualizar seus celulares, o que pode tornar mais viável o update de modelos mais simples.

A BlackFriday está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ