opera max

Opera encerra aplicativo que economizava dados no Android

Renato Santino 15/08/2017 14h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Quem tem pacotes de internet móvel superlimitados, como costumam ser alguns dos oferecidos no Brasil, já deve ter se deparado com o Opera Max. O aplicativo prometia reduzir o consumo de dados por meio de um serviço de VPN que comprimia imagens e vídeos e permitia usar mais a internet sem estourar seu plano. Agora, no entanto, o serviço será abandonado.

A Opera, empresa responsável pelo app, anunciou que o app será descontinuado e, portanto, não receberá mais atualizações. A empresa também revelou que o Max seria removido do Google Play, mas até o momento em que este texto é escrito ele ainda pode ser baixado por meio da loja oficial no Brasil. A empresa não informa até quando o serviço funcionará para quem tem o app instalado.

A justificativa da Opera para o encerramento do serviço era que ele apresentava "uma proposta de valor substancialmente diferente" dos seus produtos para navegadores, e que representava também “foco diferente para a Opera”.

O aplicativo era muito usado em celulares de entrada da Samsung, que já vinham com o Opera Max pré-instalado. Segundo o Google Play, o número total de instalações fica entre 10 milhões e 50 milhões.

O Opera Max foi lançado em 2014 e chegou ao mercado fazendo um certo barulho. Com o tempo, o serviço foi se deteriorando e passou até mesmo a exibir publicidade, além de tornar-se redundante com a chegada do recurso de Economia de Dados nativo do Chrome. Para complicar ainda mais, o Opera Max não podia fazer nada com páginas criptografadas com HTTPS, e cada vez mais sites adotam esse padrão sob pena de serem punidos com rebaixamento nos resultados das buscas do Google.

Internet Opera Tráfego de dados internet móvel
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você