Opinião: as vantagens de usar uma suíte office de código aberto

Texto escrito por Paulo Azambuja, diretor-executivo da F2b

Existem claras vantagens de usar uma suíte de aplicativos para escritório de código aberto, seja ela a LibreOffice ou o OpenOffice. O uso mais óbvio é a grande vantagem econômica de não ter que pagar uma licença para cada máquina. Mas em termos de funcionalidade, estes aplicativos estão em pé de igualdade com os concorrentes de código fechado, especialmente o Microsoft Office? Acredito que sim.

Vou contar como foi a adaptação da equipe com a qual trabalho para esse novo paradigma. E falar de algumas das desvantagens, sendo a principal delas uma possível incompatibilidade de arquivos com o mundo externo da empresa. Uma das primeiras dicas é dar tempo ao tempo para a equipe se acostumar com as novas interfaces e funções. Se você já tiver uma licença do Office válida, por exemplo, é interessante usar os dois softwares ao mesmo tempo, para facilitar o processo de migração.

Outra tarefa importante é salvar os arquivos em formatos que sejam amigáveis ao Office. Seu cliente, por exemplo, não precisa ter uma dor de cabeça para abrir uma tabela que está salva num formato que ele não consegue executar. Tanto o LibreOffice como o OpenOffice têm suporte a diversos formatos da Microsft, incluindo o .xlsx e docx.

Faça sempre um bom treinamento antes de qualquer mudança. Seu funcionário não precisa saber de antemão todas as funções que ele precisa na nova suíte. É importante, por exemplo, criar um FAQ ou usar algum material fornecido pela comunidade de software livre – a documentação é bem vasta. Se a dúvida for muito grande, é interessante buscar uma informação específica na busca do Google: e acredite, a resposta vai estar lá.

Uma das principais vantagens desta mudança é não ter que usar a interface Ribbon, uma polêmica guinada da Microsoft que deixou os fãs ardorosos do Office de cabelos em pé. Para muitos usuários, a interface das suítes de código aberto é bem amigável e fácil de ser compreendida.

Vale a pena também procurar informação de como customizar a interface dos aplicativos, para que os novos usuários tenham aquela funcionalidade importante a um clique. E, migrar todos os templates que a empresa usa para os novos formatos. Assim fica mais fácil de preencher documentos de uso diário da companhia.

Para finalizar, uma informação legal. A suíte LibreOffice disponibiliza uma revista digital gratuita e repleta de dicas, tutoriais, artigos, entrevistas, apresentação de novas tecnologias e tudo que faz parte do mundo do software livre. Confira mais no link.

*As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores





RECOMENDADO PARA VOCÊ