Parlamento Europeu recomenda retirada de acusações criminais contra Snowden

O Parlamento Europeu instou hoje todos os países membros a retirar todas as acusações criminais contra Edward Snowden. A decisão foi resultado de uma votação que teve como resultado 285 votos a favor, contra 281 votos contrários.

De acordo com a decisão do Parlamento, Snowden é um “defensor internacional dos direitos humanos” que, como denunciante de um abuso grave de um Estado contra seus cidadãos, deve ser protegido. O Parlamento, em declaração, pede a seus membros que “lhe concedam proteção e impeçam sua extradição ou deportação por terceiros”.

A votação ocorreu na mesma sessão em que o órgão legislativo considerou que seus países membros não fizeram o suficiente para impedir ações de vigilância em massa das informações pessoais de seus cidadãos aós as denúncias de Snowden

O Parlamento considerou, pelo contrário, que leis recentemente aprovadas pela França, pelo Reino Unido e pela Holanda aumentavam a “capacidade de vigilância de órgãos de inteligência” nos países e no continente de maneira geral.

 

Embora a medida não obrigue nenhum dos países membros do Parlamento a tomar nenhuma atitude, Snowden, pelo Twitter, considerou que o resultado da votação representava uma “virada de jogo”, e que a decisão “não é um golpe contra o governo dos EUA, mas uma mão estendida por amigos”. Atualmente, Snowden está refugiado em Moscow.

 

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ