Pequenos choques no cérebro podem melhorar a visão, diz pesquisa

Pesquisadores da Universidade Vanderbilt descobriram um método que pode melhorar a visão das pessoas sem o uso de óculos ou lentes de contato de grau. Eles descobriram que uma leve corrente elétrica enviada ao cérebro pode afetar a forma como ele processa a informação visual.

"É realmente uma ideia muito simples. Esse tipo de estimulação pode melhorar o processamento cognitivo em outras áreas do cérebro, de modo que se estimulamos o sistema visual, poderíamos melhorar o processamento que poderia fazer a visão de alguém melhor. Não no nível do olho, como Lasik (tratamento a laser) ou óculos , mas diretamente no cérebro", explica Geoff Woodman, um dos autores do estudo.
Em testes, os cientistas recrutaram 20 voluntários saudáveis, com uma visão normal. Os pesquisadores exibiram duas linhas idênticas e pediram a essas pessoas que determinassem se elas estavam perfeitamente alinhadas ou separadas. Esse tipo de teste é mais sensível do que o aplicado em consultórios oftalmológicos, o que permite avaliações mais precisas sobre a visão.

Uma corrente elétrica muito leve foi enviada ao córtex visual, localizado na parte de trás do cérebro, durante cerca de 20 minutos. Em seguida, os pesquisadores fizeram o teste novamente e houve 75% de melhora nos resultados. Os benefícios duraram por cerca de duas horas. Em pacientes com maiores dificuldades de visão os saltos foram maiores.

Para as próximas etapas do projeto, os cientistas querem descobrir se o método é realmente seguro para o público em geral. "Agora temos uma nova ferramenta que pode ser valiosa para os pesquisadores que investigam questões fundamentais sobre como o sistema visual funciona", diz Reinhart.

Via Gizmag

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ