Pesquisa: diferença de emojis entre plataformas pode mudar sentido da mensagem

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Minnesota mostra que apesar de reconhecidos como linguagem universal, os emojis podem ser entendidos de maneiras diferentes pelos usuários. E, segundo o estudo, não é preciso que as pessoas falem línguas distintas para que haja um mal entendido: basta que elas usem dispositivos que rodem sistemas operacionais diferentes.

Em testes, os pesquisadores usaram o emoji abaixo e suas variações, pedindo que os entrevistados classificassem o sentimento do emoji em uma escala de -5 (fortemente negativo) a 5 (fortemente positivo). 70% das pessoas classificaram a carinha como negativa, atribuindo -3 a ela. 27% dos entrevistados acreditaram que a emoção transmitida era mais positiva.

Reprodução

O emoji usado, por exemplo, é visto como algo positivo em telefones Microsoft, Samsung, LG e Google, ao contrário do que acontece em dispositivos iOS. 

Por que isso acontece?
Os estudiosos acreditam que os emojis são interpretados de maneiras diferentes por conta de detalhes sutis, como a sombra das bochechas ou a inclinação das sobrancelhas. Além disso, a diferença entre os sistemas operacionais ajuda a aumentar o abismo entre o que uma pessoa quis dizer e o que a outra entendeu.

Para evitar esse tipo de confusão, os pesquisadores sugerem uma padronização de caracteres em todas as plataformas, mas explicam que ainda pode existir uma diferença de interpretação.

Via TheVerge

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ