Pesquisa: governo brasileiro usa pouco a computação na nuvem

Uma pesquisa divulgada na última terça-feira, 19, pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão mostra que o governo federal tem usado pouco a computação em nuvem. De acordo com o relatório, somente 25 dos 136 órgãos do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação do Brasil usam a tecnologia fora de suas instalações.

 

Leia também:

Túnel do tempo: há 10 anos serviço de nuvem ficava mais acessível 

Caderno envia anotações para nuvem e pode ser apagado no micro-ondas 

Apple estaria pagando ao Google até US$600 milhões por serviço de nuvem


Além de ser mais barata e atender melhor ao cidadão, a computação em nuvem pode ser mais segura, já que diminui o risco de perdas e vazamentos de dados. Segundo o secretário de tecnologia da informação do Ministério Público, a ideia é ampliar a utilização da tecnologia.

"Estamos estudando também no governo brasileiro, pois sabemos que a solução de nossos problemas infraestrutura não será resolvida com investimentos isolados de cada órgão. Precisamos compartilhar o uso de infraestrutura e também buscar as soluções de nuvem, junto a fornecedores públicos e privados", explica.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ