Pesquisa: Streaming de vídeo está deixando a TV para trás na América Latina

Uma pesquisa realizada pela agência ComScore e divulgada nesta quarta-feira pela IMS, empresa que representa companhias como Vevo e Crackle, um serviço de streaming da Sony, 4, mostra que os serviços de TV por streaming, como Netflix e YouTube, superaram a TV aberta na América Latina.

No Brasil, 73% dos entrevistados afirmaram que assistem TV aberta, contra 82% que acessam vídeos pela internet sob demanda. Na América Latina, a proporção se mantém: 70% têm o costume de assistir aos canais abertos e 81/% acessam o conteúdo por streaming.

"É uma confirmação do que vínhamos observando há algum tempo. E os anunciantes investem seu dinheiro de maneira errada [ao pagar por tempo na TV]", explica Gaston Taratuta, presidente-executivo da IMS. Para o executivo, anunciantes que optam pela TV também perdem por não conseguirem filtrar o público-alvo.

Taruta explica que até 2018, o número de smartphones na América Latina deve ultrapassar os 650 milhões, o que vai impulsionar a utilização de serviços de vídeo por streaming na região.

O estudo entrevistou 8,3 mil pessoas por e-mail entre 2 e 10 de setembro.

Via Folha de São Paulo

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ