akaj

Pílula inteligente, tecnologia aliada à saúde

Redação Olhar Digital 13/11/2008 12h36
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Philips desenvolve pílula inteligente para desenvolvimento de medicamentos e tratamento de doenças do trato digestivo

Durante a abertura da Reunião Anual e Exposição da American Association of Pharmaceutical Scientists – AAPS (realizada em Atlanta, EUA, entre os dias 16 e 20 de novembro de 2008), a Philips Research anunciará sua nova tecnologia em pílula inteligente, a “iPill”, destinada a assistir o desenvolvimento de medicamentos e a possibilidade de novas terapias para disfunções do trato digestivo que debilitam e ameaçam a saúde como, por exemplo, a doença de Crohn, a colite e o câncer de cólon (um dos tipos mais comuns da doença no Brasil).

Em 2001, a primeira pílula-câmera foi aprovada pela Federal Drug Administration (FDA) para aplicações em diagnósticos. Sete anos depois, pela primeira vez, os pesquisadores da Philips apresentarão a tecnologia iPill – a próxima geração da pílula-câmera. A iPill é uma cápsula do mesmo tamanho de uma pílula-câmera projetada para ser engolida e passar naturalmente pelo trato digestivo. Ela pode ser programa eletronicamente para controlar a distribuição de medicamentos, de acordo com um perfil de liberação predefinido.

A iPill determina sua localização no trato intestinal medindo a acidez local do ambiente. Áreas diferentes do trato intestinal têm perfis de pH (nível de acidez) distintos: o estômago é altamente ácido, mas, na saída, a acidez cai vertiginosamente, tornando-se cada vez menor do intestino superior em diante. Com essas informações sobre o pH e os dados sobre os tempos de deslocamento da cápsula, a localização no intestino pode ser determinada com razoável precisão. A iPill libera o medicamento do recipiente por meio de uma bomba controlada por microprocessador, o que permite à droga ser ministrada de maneira programada. Além disso, a cápsula foi projetada para medir a temperatura local e passar os dados para uma unidade receptora externa.

“A combinação das informações de navegação, da administração controlada de medicamentos e do monitoramento do trato intestinal promete fazer da tecnologia iPill uma ferramenta de pesquisa importante para o desenvolvimento de medicamentos”, disse o especialista chefe em administração de medicamentos Dr. Karsten Cremer da Pharma Concepts GmbH, da Basiléia (Suíça). “Em especial, reconheço o potencial dessa tecnologia para melhorar o perfil e a seleção de candidatos a receber medicamentos, o que pode acabar agilizando o desenvolvimento de novas drogas.”

“Como parte do compromisso da Philips em oferecer soluções integradas para o atendimento aos pacientes, estamos explorando os benefícios potenciais das nossas tecnologias na área terapêutica”, disse Henk van Houten, vice-presidente sênior da Área de Pesquisa da Philips e diretor do programa de pesquisa no setor de Cuidados com a Saúde. “Prevemos que tecnologias como a iPill, que integram eletrônicos a propriedades de diagnóstico e terapêuticas, abrirão a possibilidade de administração de praticamente qualquer tipo de medicamento em um determinado local do trato digestivo.”

 

Saúde Câmeras
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você