Logo Olhar Digital

“Pinças ópticas” podem ajudar na construção de biochips

Redação Olhar Digital 05/11/2007 16h52
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Tecnologia desenvolvida no MIT usa lasers para mover células sobre um chip de silício

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT), nos EUA, desenvolveram uma técnica que possibilita o uso de lasers para mover objetos minúsculos, como células e partículas de plástico, na superfície de um chip de silício. A técnica pode ser útil no desenvolvimento de interfaces entre neurônios e chips, permitindo o posicionamento preciso das células, e em pesquisas na área de nanotecnologia.

 

Lasers com comprimento de onda na faixa do infravermelho foram usados como “pinças”, para empurrar ou rotacionar objetos. Os cientistas conseguiram manipular deste partículas com alguns nanômetros de comprimento a objetos bem maiores, como um “quadrado” plástico, com centro oco, com cerca de 20 micrômetros de largura. Também foram capazes de mover 16 bactérias Escherichia Coli vivas, que foram posicionadas de forma a escrever as letras MIT na superfície do chip.

 

Saúde
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você