Polícia federal dos EUA ainda investiga colisão do carro do Google

O departamento policial  federal de trânsito dos Estados Unidos está empenhado em descobrir as causas que levaram o carro autônomo do Google a sofrer um acidente recentemente. Pela primeira vez na história, o veículo sem motorista da empresa de buscas teve responsabilidade por uma colisão em que se envolveu.

A investigação está sendo conduzida pela National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) em colaboração com a própria empresa de buscas. A companhia revelou que realizou mudanças no software do veículo para evitar que o acidente possa ocorrer novamente.

O envolvimento de órgãos públicos no assunto deve-se ao fato de que o governo norte-americano está atualmente trabalhando com a produção de veículos autônomos que poderão ser lançados em junho. À Reuters, o diretor da NHTSA, Mark Rosekind, afirmou que é importante entender as causas do acidente para aprender melhorias e garantir que o incidente não se repita.

O Departamento de Veículos Automotores da Califórnia também está envolvido no caso para averiguar se o veículo é ou não perigoso. Caso seja considerado uma ameaça, leis estaduais podem obrigar a empresa a tirar o automóvel de circulação em vias públicas.

Via Huffington Post

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ