PornTime

Políticos americanos querem dar um jeito de impedir PCs de acessar pornografia

Lucas Carvalho 20/12/2016 10h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Parlamentares da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, apresentaram nesta semana uma proposta para dificultar o acesso de cidadãos do estado a pornografia na web. A ideia é que as vendedoras de PCs sejam obrigadas a desenvolver uma espécie de filtro que impeça o acesso a esse tipo de conteúdo.


Se uma marca quiser vender PCs na Carolina do Sul sem esse filtro, terá de pagar uma taxa ao estado de US$ 20 (equivalente a pouco mais de R$ 67) por cada computador vendido. A proposta foi apresentada pelo deputado Bill Chumley com o nome de "Lei da Prevenção ao Tráfico Humano".

O parlamentar alega que esse tipo de filtro é uma maneira de combater a pedofilia na internet, além de proteger crianças da exposição a conteúdo impróprio. Essa taxa de US$ 20 por PC sem o filtro de pornografia será destinada a um fundo estadual de combate ao tráfico de pessoas.

O projeto não deve ser debatido pelos outros representantes da Carolina do Sul antes de janeiro, já que a casa já entrou em recesso. Opositores à proposta dizem que inserir uma ferramenta de censura em PCs fere a constituição norte-americana. Além disso, não está claro em que ponto esse filtro seria instalado nos dispositivos: se no momento da compra, na fábrica ou por meio de uma atualização de firmware.

Via Gizmodo

privacidade Política adulto
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você