Positivo lança marca de celulares Quantum, custando a partir de R$ 700

O Brasil tem agora mais uma marca de smartphones no mercado: a Quantum. O projeto é, na verdade, mais uma tentativa da Positivo de se consolidar como um competidor à altura de LG, Motorola e Samsung no mercado nacional. A empresa promete que a Quantum será uma unidade de negócios da Positivo, mas será gerida de forma autônoma e independente.

A empresa paranaense convidou a imprensa para o evento guardando a informação sobre seu envolvimento a sete chaves, divulgando apenas a chegada do Quantum, embora a informação já tivesse vazado por uma matéria do Estado de S. Paulo. Segundo a Positivo, o projeto foi inicialmente idealizado por três jovens empreendedores: Marcelo Reis, Thiago Miashiro e Vinicius Grein, que trabalhavam na empresa e levaram o projeto para os altos executivos.



Os smartphones devem seguir uma estratégia similar à da Xiaomi no Brasil, com um modelo de vendas diretas para o consumidor, por meio do site oficial da marca Quantum. A estratégia já está bem difundida na China, com outros nomes como a Meizu, OnePlus, além da já citada Xiaomi. As vendas começam imediatamente a partir da meia-noite de quinta-feira, 3 de setembro. Também haverá quiosques para que o público possa experimentar o aparelho antes de decidir comprá-lo.

Em relação aos aparelhos, são dois modelos distintos lançados pela Quantum. O primeiro é o Quantum GO 4G, com Android Lollipop 5.1, tela AMOLED de 5 polegadas com resolução HD, processador MediaTek MT6753 de 1,3 GHz octa-core de 64 bits, 2 GB de memória RAM, câmera frontal de 5 megapixels com ângulo de 84 graus e traseira de 13 megapixels, com lente de 5 elementos com abertura f/2.0. O aparelho é dual-SIM com 32 GB de armazenamento interno e slot para cartão microSD de até 32 GB. A bateria é de 2.300 mAh. Esta versão custará R$ 900.

O outro modelo é o Quantum GO 3G, que, como o nome diz, só tem acesso a rede 3G brasileira. Ele tem um chipset MediaTek MT6592 octa-core de 32 bits de 1,3 GHz 2 GB de memória RAM. O restante é quase igual ao outro aparelho, exceto pelo fato de haver duas variantes, com quantidade de armazenamento que varia entre 16 GB e 32 GB. O valor varia entre R$ 700 e R$ 800 dependendo da opção de espaço interno.

Reprodução 

Vale observar que, se a medida provisória que dá fim à Lei do Bem for aprovada, o aparelho deverá subir de preço. A legislação previa uma isenção do PIS/Cofins, mas deve ser derrubada pelo governo com o objetivo de tentar amenizar o déficit orçamentário de 2016.

Outro ponto que a Quantum destaca sobre os aparelhos é o fato de eles serem muito finos e leves. De fato, os modelos têm apenas 6,5 milímetros de espessura e pesa apenas 115 gramas. Ele é mais 0,4 mm mais fino e 14 gramas mais leve que o iPhone 6.

Os aparelhos serão oferecidos em três cores: branco, dourado e cinza. Serão oferecidos também cases especiais que permitem customização por serem divididos em duas partes. O usuário pode combinar duas cores diferentes.

 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ