Prefeito do RJ aprova proibição ao Uber; empresa diz que lei é inconstitucional

Nesta semana, Eduardo Paes (PMDB), prefeito do Rio de Janeiro, sancionou a lei que proíbe a Uber de trabalhar na cidade. O projeto de lei foi aprovado em agosto deste ano pela Câmara dos Vereadores e na época, gerou revolta da companhia, que acusou os políticos de descaso com o processo democrático.

Para a Uber, a lei é inconstitucional. "Para agradar os donos de táxis da cidade, o prefeito Paes sancionou uma lei completamente inconstitucional. A Uber acredita que o serviço prestado pelos motoristas parceiros é completamente legal e respaldado por leis federais", afirmou a empresa em um comunicado.

O Eduardo Paes afirma que a o serviço oferecido pela Uber é ilegal, mas ressaltou que está aberto a debates com representantes do aplicativo, com a intenção de legalizá-lo no futuro.

A empresa afirmou que tomará as medidas judiciais cabíveis para garantir que o serviço continue funcionando na cidade.

Via Reuters

 

 

 

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ