Previsão de crescimento do e-commerce no Natal

Apesar da crise, é esperado aumento das vendas durante as compras de Natal

Redação Olhar Digital 10/12/2008 07h19
e
A A A

A crise financeira mundial tem deixado muita gente com medo de pôr a mão no bolso na hora de comprar os presentes de Natal. Um levantamento realizado pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), junto a 1100 consumidores no município de São Paulo em novembro deste ano aponta que, do total dos entrevistados, 38% pretendem quitar as dívidas, outros 38% pouparão dinheiro e apenas 22% dos trabalhadores investirão em compras de Natal.

O cenário de gastar menos e maior propensão a poupar é resultado da cautela e da apreensão dos consumidores em relação aos impactos da situação na economia mundial.

Em uma das datas mais aguardadas do ano, o comércio eletrônico nacional continuará aquecido. Segundo dados da consultoria e-bit, o varejo pela internet deverá faturar somente com as vendas Natalinas de 15 de novembro a 24 de dezembro de 2008 aproximadamente R$ 1,5 bilhão, gerando um aumento de 25% em relação aos R$ 1 bilhão faturados no período em 2007. A comodidade, a variedade e a facilidade de comparar preços na internet estão entre os fatores que atraem, cada vez mais, consumidores a este tipo de mercado. Sem contar que, no Natal, é preciso enfrentar filas em shopping centers e estacionamentos lotados para parar o carro.

Dinheiro Comportamento e-commerce
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você