Problema em tela Retina da Apple afeta mais de 3.000 usuários

Mais de 3.000 consumidores da Apple relatam o aparecimento de "manchas horríveis" nas telas Retina de seus MacBooks. O problema, segundo os relatos, aparece após menos 7 meses de uso do dispositivo.

Os consumidores se uniram e criaram uma campanha, chamada "Staingate", para exigir que a Apple conserte os laptops, mesmo nos casos em que a garantia já expirou. "Nós já pagamos muito do nosso dinheiro suado por um laptop defeituoso", justificam eles. No site da campanha, os usuários alegam ter pago mais de dois mil dólares ou euros pelos notebooks. 



Se não for pago pela Apple, o conserto custa cerca de 800 dólares ou euros, e oferece garantia de apenas três meses. Além disso, ele não garante que o problema não voltará a acontecer: no grupo do facebook da campanha (que atualmente conta com 1847 membros), alguns usuários alegam ter tido o problema novamente, mesmo após ter consertado a tela original do MacBook.

O site da campanha convida consumidores que tiveram o mesmo problema a enviar fotos de suas telas defeituosas para a sua base de dados. Atualmente, segundo o site, 3116 pessoas já tiveram esse problema, "e o número cresce todo dia".



Embora alguns usuários contem no Facebook que a empresa aceite resolver o problema mesmo após a garantia, outros relatam que a empresa se negou a fazê-lo mesmo no período de garantia, pois considerou que se tratava de um "dano cosmético, que não é coberto".

O escritório de advocacia Whitfield Bryson & Mason, de Washington D.C., ofereceu uma espécie de consultoria jurídica à campanha. Para auxiliar os consumidores que tiveram problemas, o escritório criou uma pesquisa, com base na qual pretende avaliar as opções dos usuários lesados.

A Apple não se posicionou sobre o assunto.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ