Programador cria robô-escritor para que ele termine série que inspirou 'GoT'

Os fãs da trama de Westeros se viram órfãos de novidades devido ao fim da última temporada de "Game of Thrones" e à indefinição sobre quando George R. R. Martin lançará o sexto livro da franquia que deu origem à série. Mas isso pode mudar graças à iniciativa de um programador que decidiu transferir a função de escrita a um robô.

Fã do trabalho de Martin, o engenheiro de software Zack Thoutt disse à Motherboard que está treinando uma rede neural para que ela consiga desenvolver a história do sexto livro da franquia, chamado "Os Ventos do Inverno" e cuja previsão de lançamento balança entre o final deste ano e o começo de 2018.

O ritmo lento é uma característica bem estabelecida do escritor, tanto que o primeiro livro, o que efetivamente se chama "A Guerra dos Tronos", saiu em 1996, e o mais recente, "A Dança dos Dragões", é de 2011. Só que, embora já aceita por quem acompanha o trabalho de Martin na literatura, essa característica acabou entrando em conflito com a agenda da televisão quando a HBO começou a transformar a saga em seriado.

Os produtores tiveram de parar de usar os livros como referência e ultrapassar Martin, o que talvez explique por que a série ganhou um ritmo acelerado na temporada mais recente. E Thoutt agora mostrou que não é só a HBO que está impaciente; ele alimentou seu programa com todas as 5.376 páginas que compõem os cinco livros das "Crônicas de Gelo e Fogo" e deixou que ele ficasse livre para trabalhar na sequência.

Para garantir certa coerência com o que vem sendo feito pelo escritor, o programador estabeleceu que a máquina use memória de curta duração em períodos longos, o que significa que sua rede tem mais memória e é capaz de se lembrar de pontos importantes que aconteceram para não repeti-los. Além disso, Thoutt também fez questão de começar cada capítulo com o nome de um personagem, mantendo o estilo adotado por Martin.

E o trabalho parece estar dando frutos interessantes, conforme apurou a Motherboard. Apesar de escrever uma coisa ou outra de forma desconexa, a máquina de Thoutt chegou até a desenvolver algumas teorias que vêm sendo discutidas pelos fãs da série.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ