Projeto descobre maior número primo conhecido até hoje

A GIMPS (Great Internet Mersenne Prime Search) anunciou ontem a descoberta do quadragésimo nono número primo de Mersenne, e do atual maior número primo conhecido pela humanidade. Números primos são números que só são divisíveis por 1 e por eles mesmos, e Primos de Mersenne são números primos que podem ser escritos na forma 2n-1.

Descoberto pelo professor Curtis Cooper da University of Central Missouri, o número é 274.207.281-1 (apelidado de M74207281). Ele possui 22.338.618 dígitos - quase cinco milhões de dígitos a mais que o antigo recordista de maior número primo conhecido. O número, bem como os antigos recordistas, pode ser baixado aqui. O arquivo .zip com o último número tem 19,6MB.

Números primos muito grandes são geralmente usados para criptografia; no entanto, mesmo a GIMPS admitiu que essa nova descoberta é grande demais para essa finalidade. Ainda assim, a busca por números primos grandes ajudou a descobrir um bug nos processadores Skylake da Intel.

Cooper utilizou os computadores de sua universidade para descobrir o número, mas contou também com o auxílio de diversos voluntários da GIMPS que ofereceram suas máquinas para ajudar a descartar falsos candidatos. Para provar que o M74207281 era de fato um primo, foi necessário um mÊs contínuo de esforço de uma máquina com um processador Core i7-4790.

De acordo com o The Verge, embora teoricamente existam infinitos números primos, cada vez que um deles é descoberto torna-se mais difícil descobrir o próximo. A atual meta do GIMPS é encontrar um primo com mais de 100 milhões de dígitos, o que pode render um prêmio de US$ 150 mil ao voluntário que o descobrir.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ