Projeto do Google de construir 'cidade' na Califórnia recebe primeira aprovação

Ontem à noite, o Conselho Municipal da Cidade de San Jose, na Califórnia, concordou em negociar exclusivamente com o Google na venda de 16 lotes de terra de propriedade da cidade. Os lotes seriam usados para criar uma espécie de "cidade" do Google em torno da estação de trem de Diridon, no centro de San Jose.

Como o Mercury News informa, o conselho ressaltou que o Google pagará o valor padrão de mercado pelos terrenos, sem qualquer condição especial de negociação. Essas vendas de terra, assim como as instalações que a empresa de tecnologia pretende construir nela, devem gerar milhões de dólares em impostos à cidade por ano, segundo o noticiário. Veja abaixo a matéria do jornal:

No total, serão de 0,5 a 0,75 quilometros quadrados de área em que o Google poderá construir novos escritórios - de 70 a 105 vezes a área do estádio do Maracanã, ou até metade da área do parque Ibirapuera. Com isso, os novos estabelecimentos da empresa poderão ser até quatro vezes maiores do que os (imensos) novos escritórios da Apple

Segundo o Engadget, mais de 20 mil empregos seriam criados na região. E parte do espaço seria usado para construir até 3.000 unidades habitacionais (entre apartamentos e casas). O entorno também seria transformado em um enorme polo de transporte, o que poderia expandir o acesso aos escritórios da empresa para pessoas que moram mais longe também

Oposição

Por outro lado, nem todos foram favoráveis à negociação dos espaços com a gigante da tecnologia. Residentes e grupos locais compareceram à reunião do Conselho municipal para falar em defesa dos moradores de baixa renda e dos gerentes de pequenos negócios da região, que poderiam acabar sendo despejados pela valorização súbita e excessiva dos imóveis próximos. De fato, as empresas de tecnologia vem gerando graves problemas de habitação no Vale do Silício.

A demanda deles era de que o Google se comprometesse a incluir amplas consultas aos moradores locais antes de tomar decisões referentes às áreas centrais da cidade que poderia adquirir. Isso porque além dos problemas habitacionais, podem haver problemas de trânsito envolvidos: a estação de trem de Diridon já é uma das maiores da região, e com o acréscimo de até 20 mil novos trabalhadores nas dependências do Google, ela pode se tornar um imenso gargalo de trânsito. 

Mas o vice-presidente de imóveis e serviços de trabalho do Google garantiu, durante a reunião, que a comunidade local será ouvida. "Estamos muito cientes dos problemas (...) de habitação e trânsito mencionados", disse. O prefeito da cidade também garantiu que os moradores locais também terão outras oportunidades de se manifestar antes de que a empresa possa começar as obras. 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ