Realidade virtual pode reduzir as dores de ir ao dentista

Ir ao dentista pode ser uma experiência angustiante, mas uma pesquisa publicada ontem por um grupo de estudiosos do Reino Unido revelou que equipamentos de realidade virtual podem torná-la mais tranquila. Isso depende, no entanto, do tipo de experiência de realidade virtual oferecida.

Ao todo, 79 pessoas com mais de 18 anos participaram do estudo. Todas elas precisavam ir ao dentista para extrair dentes ou corrigir cáries, e os pesquisadores as dividiram em três grupos. O primeiro realizou os procedimentos normalmente; o segundo usou, durante o processo, óculos de realidade virtual que mostravam uma cena urbana; o terceiro, finalmente, usou os óculos para visualizar uma cena de praia.

Na praia é mais tranquilo

O resultado foi que os participantes que viram a cena de praia relataram sentir menos dor e angústia durante o procedimento que os demais grupos. Essa redução da dor se manteve constante mesmo entre pessoas de diferentes idades e gêneros. Ela também acontecia independentemente do tipo de tratamento, e de se as pessoas tinham ou não medo de ir ao dentista.

Curiosamente, porém, os participantes que viram a cena urbana relataram praticamente os mesmos níveis de dor e ansiedade que os participantes que não usaram nada durante o procedimento. Como o Engadget ressalta, isso deixa evidente que não é a tecnologia em si que reduz a dor, mas o conteúdo que ela pode oferecer.

Mas os pesquisadores dizem que já esperavam isso: "Os dados obtidos estão alinhados com a literatura, mostrando que contato com a natureza, mesmo que indireto ou por meio de janelas, pode influenciar o bem-estar físico e mental", diz o trabalho. A cena "calmante" de praia pode ser vista abaixo:

Não é para todos

Por mais que os resultados tenham sido bastante consistentes, o The Register aponta para o fato de que nem todos os pacientes se beneficiaram da realidade virtual. Dos 79, cinco pacientes preferiram parar com a experiência de VR porque experimentaram falhas técnicas. Outros quatro pediram para parar por não se adaptar aos visores, seja porque eles não se encaixavam bem, seja porque não se sentiam bem indo ao dentista com aquilo na cabeça.

Dentre os que não tiveram problemas, porém, os resultados foram consistentes. E não é o primeiro indício de que a realidade virtual é um bom anestésico: em julho do ano passado, outro estudo mostrou que a tecnologia podia ser tão eficiente para reduzir dores, em alguns casos, quanto analgésicos. 

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ