O Máskara

Reboot de 'O Máskara' pode ser protagonizado por uma atriz

Redação Olhar Digital 08/07/2019 09h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Segundo o criador do personagem, ele já tem alguém em mente, mas prefere não revelar por enquanto

'O Máskara' foi um filme de grande sucesso entre os brasileiros. E quase 25 anos depois de sua estréia, O Máscara pode ganhar um reboot, mas, dessa vez, um pouco diferente do filme original.


O longa foi o responsável por fazer com que Jim Carrey se estabelecesse como um dos maiores nomes do cinema de comédia. Agora, esse posto pode passar para uma atriz. Essa é a ideia de Mike Richardson, criador do personagem. Ele deseja refazer o filme com uma mulher no papel principal.

"Eu gostaria de ver um bom comediante [no papel]", disse ele. "Eu tenho um em mente, mas não vou dizer o nome dela. Temos que tentar convencer essa pessoa em particular, mas vamos ver. Você nunca sabe o que virá no futuro. Temos algumas ideias."

Lembrando que essa não seria a primeira vez que o personagem é encarnado por outro ator. Em O Filho do Máscara, de 2005, acompanhamos uma nova história, sem ligação aparente com a original. O filme foi considerado um fracasso de crítica e público, amargando apenas 6% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Mesmo assim, Richardson parece estar convicto na ideia de um outro ator (ou atriz) assumir o papel do mascarado. "Eu gostaria que fosse um filme com um outro personagem em que uma pessoa tem de lidar com o poder absoluto". Ele completou: "Stan Lee disse uma vez ‘com grandes poderes vêm grandes responsabilidades’, mas o que eu faço é o contrário disso, mostro o momento em que o poder absoluto corrompe."

Essa ideia de trocar um ator por uma atriz não é um algo totalmente original do universo. Nas histórias em quadrinhos em que o filme é baseado, publicadas pela editora Dark Horse, há precedentes femininos já definidos. No primeiro arco de história, de 1991, a Máscara Nórdica é encontrada e usada por Kathy, namorada de Stanley Ipkiss, o máscara do filme original.

Em um outro momento, mais precisamente em 1995, uma menininha chamada Emily Tuttle colocou a máscara e usou seus poderes para lidar com os valentões de sua escola. Ela também salvou seu pai, dizimando uma horda de mercenários, que estava desesperadamente vasculhando todos os lugares em busca da relíquia mágica.

"Uma das grandes coisas sobre a máscara é que qualquer um pode usá-la, então você pode fazer uma história sobre uma pessoa comum, para isso, podemos usar qualquer comediante para o papel principal", explicou Richardson.

Via: Forbes

Filmes Cultura Cinema
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você