Relatório mostra que motorista é culpado de acidente com carro da Tesla

O piloto automático da Tesla não é culpado por um acidente, ocorrido em maio do ano passado com um Model S, que matou uma pessoa. O carro colidiu com um caminhão enquanto o sistema estava ativado, mas, segundo autoridades de segurança de automóveis dos Estados Unidos, a responsabilidade era do motorista.

Anthony Foxx, secretário de transportes dos EUA, ressaltou que os condutores têm obrigação de manter o controle sobre os veículos e orientou as fabricantes a explicar aos clientes quais são as limitações dos sistemas semiautônomos. "A indústria (automotiva) terá de ser clara sobre o que a tecnologia faz e o que ela não faz e comunicá-la claramente", afirma o secretário.

Em um relatório publicado na semana passada, o departamento de trânsito afirma que o motorista não usou os freios e sua última ação foi estabelecer a velocidade de 119 km/h menos de dois minutos antes do acidente. “Ele era capaz de tomar alguma iniciativa antes do acidente, como travar, dirigir ou tentar evitar o veículo. Ele não fez nada", diz o documento.

Os responsáveis pela investigação pediram à Tesla para fornecer uma série de documentos e que explicassem como foi feito o monitoramento do veículo. A empresa se disse “muito satisfeita” com os resultados e ressaltou que um estudo divulgado recentemente mostra que houve uma queda de 40% nos acidentes devido aos carros autônomos. "A segurança de nossos clientes vem em primeiro lugar, e nós apreciamos o rigor do relatório da NHTSA e sua conclusão", declara a companhia em um comunicado.

Via Reuters

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ