Retrospectiva 2018

Retrospectiva 2018: os fatos que marcaram a tecnologia no último ano

Lucas Carvalho 26/12/2018 17h24
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Windows 10: nunca foi tão difícil atualizar

Em 2018, software foi o ponto fraco da Microsoft. Aconteceu de tudo: updates de segurança que quebraram o sistema de boot de algumas máquinas, uma grande atualização para o Windows 10 teve que ser interrompida por conta de arquivos desaparecendo e até o Office teve problemas com patches.

O Windows 10 foi o personagem principal num ano cheio de bugs para a Microsoft. A primeira grande atualização de 2018 já foi problemática. O update do primeiro semestre, programado para ser lançado em abril, foi adiado após meses de testes com usuários do programa Insider graças a um defeito consideravelmente grave.

A atualização causava a temida Tela Azul da Morte. Corrigido o bug, o update foi lançado, mas voltou a causar problemas. Usuários reclamavam que a nova versão do Windows estava travando em computadores desktop e congelando o Google Chrome em alguns casos. Lá foi a Microsoft consertar mais este problema.

Reprodução

No segundo semestre, a Microsoft lançou o prometido Update de Outubro, a segunda grande atualização do ano, e novamente encontrou problemas graves. A atualização apagou os arquivos dos PCs de alguns usuários arbitrariamente. O problema foi tão grande que a empresa teve que suspender e adiar a atualização, que só foi liberada de novo em dezembro.

A Microsoft parece consciente de que houve problemas com o feedback loop do Windows Insider. O programa de testes foi criado especialmente para o Windows 10 e tinha como objetivo tornar o processo de evolução do sistema operacional mais transparente e envolver melhor o público consumidor.

"Com o Windows 10, nós trabalhamos para oferecer qualidade a mais de 700 milhões de dispositivos Windows 10 ativos por mês, mais de 35 milhões de títulos de aplicativos com mais de 175 milhões de versões de aplicativos e 16 milhões de combinações exclusivas de hardware/driver", justificou-se Michael Fortin, vice-presidente corporativo da Microsoft.

"Até mesmo um processo de detecção de múltiplos elementos deixará de detectar problemas em um ecossistema tão grande, diverso e complexo quanto o Windows", disse o executivo. "Nosso foco até agora esteve quase exclusivamente em detectar e corrigir problemas rapidamente, mas agora vamos aumentar nosso foco em transparência e comunicação."

WhatsApp: uma máquina de spam em ano de eleições

O WhatsApp esteve em diversas manchetes em 2018, não só na editoria de tecnologia. Principalmente porque o app foi usado em peso para disseminar informações, opiniões e até notícias falsas durante um período sensível do país: as eleições.

Reprodução

Segundo uma reportagem publicada em outubro no jornal Folha de S.Paulo, empresários pagaram serviços de disparo de mensagens em massa para espalhar uma corrente anti-PT no WhatsApp e promover Jair Bolsonaro (PSL), oponente de Fernando Haddad (PT) na disputa pela presidência da República.

Não há como saber se as mensagens promovidas pelos empresários pró-Bolsonaro são só de informações verdadeiras ou se há no meio também notícias falsas. Fato é que as fake news foram fortemente espalhadas através do WhatsApp nestas eleições, de todos os lados da disputa.

O vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros, disse em certa ocasião que o Ministério Público estava apurando a existência de um possível esquema "industrial" de compartilhamento de fake news pelas redes sociais.

Chris Daniels, vice-presidente do WhatsApp e ex-vice-presidente do Facebook responsável pelo Internet.org, publicou um extenso artigo na mesma Folha de S.Paulo para defender o WhatsApp e suas ações contra as fake news.

"Quando você conecta mais de 1 bilhão de pessoas em países e culturas diferentes, você verá tudo de bom que a humanidade pode fazer, mas também algum abuso", escreveu Daniels, acrescentando que é responsabilidade da empresa "amplificar o bom e mitigar o mau".

Retrospectiva Tecnologia
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você