Review: Deco M5 é a solução mais elegante (e cara) para melhorar seu Wi-Fi

Se você acompanha o Olhar Digital há algum tempo, talvez já tenha lido um relato meu sobre as minhas dificuldades para manter uma rede Wi-Fi satisfatória na minha casa, por vários motivos, sendo os principais o posicionamento inadequado do roteador (e a dificuldade de encontrar uma posição melhor) e o excesso de paredes entre o ponto de acesso e os equipamentos do meu quarto.

Por este motivo, eu fiquei empolgado em conhecer o Deco M5, um novo kit para redes mesh lançado recentemente pela TP-Link no Brasil, porque sempre vi a tecnologia como uma alternativa para as dificuldades da minha casa.

Para quem não sabe, uma rede mesh é um pouco diferente das redes Wi-Fi convencionais. Ela é composta por vários pontos de acesso que podem ser espalhados por um ambiente para criação de uma rede descentralizada, com boa distribuição de sinal. Quando o usuário anda pela casa e sai da área de cobertura de um dos pontos, o sistema reconhece o movimento e conecta o aparelho a outro ponto mais próximo. Várias empresas têm apostado em sistemas do tipo como solução para o Wi-Fi, sendo que até mesmo o Google lançou seu próprio dispositivo deste tipo.

Reprodução

Na prática, funciona como um repetidor de alto padrão, mas com uma tecnologia superior. Uma configuração de rede com repetidores prende o usuário a uma das redes mesmo quando o sinal da outra está melhor. Ou seja: se o seu celular está conectado ao roteador principal e você se afastar dele, o sinal vai se degradando até você chegar a uma área que esteja completamente fora de alcance; só aí o celular vai se conectar ao repetidor. O mesmo vale para a transição do repetidor para o roteador principal. Nesse processo, a conexão acaba perdendo qualidade, o que não acontece com as redes Mesh, que conseguem funcionar uniformemente.

O kit básico do Deco M5 vem com três dispositivos na caixa, que, segundo a TP-Link, conseguem cobrir uma área de até 400 m², tornando-o capaz de cobrir mansões inteiras, ou talvez empresas de pequeno e médio porte. Se o usuário precisar de mais alcance, é possível adquirir outras unidades do Deco para espalhar pela casa.

No entanto, por ser um produto voltado para o público doméstico e não para empresas, são poucos os cenários em que seriam necessárias mais unidades além do kit básico de três. Não são muitas as pessoas que vivem em terrenos com área superior a 400 m². No meu apartamento de 60 m², as três unidades foram muito mais do que suficiente para cobrir todos os espaços com sinal com qualidade irretocável.

Reprodução

Graças a esse bom sinal, foi possível ter algumas experiências que meu roteador comum não era capaz de oferecer, justamente pelos problemas mencionados previamente. Mais notavelmente está a qualidade do streaming de vídeos no meu Xbox One, que frequentemente oscilava para qualidades inassistíveis, chegando a 240p, graças ao sinal ruim que chegava ao meu quarto. Com o Deco, foi possível manter o sinal em alto nível, permitindo direcionar uma boa largura de banda para o streaming, que se manteve em qualidade HD por basicamente todo o período em que o aparelho esteve em testes.

Outra coisa que o Deco me proporcionou foi a descoberta de que a minha internet de 10 Mbps havia recebido um upgrade para 15 Mbps recentemente, sem aviso da NET. Como eu sofria com sinal, não percebia que era possível fazer downloads em velocidades superiores a 1 megabyte por segundo.

O Deco M5 é um roteador AC1300. Isso significa que ele tem suporte ao padrão de Wi-Fi 802.11ac, que ainda é a tecnologia mais atual do momento, com velocidades máximas de 1,3 Gbps divididas entre o canal de 2,4 GHz (maior alcance, mas menor velocidade) e 5 GHz (menor alcance, mas maior velocidade). No entanto, todas essas informações podem passar despercebidas pelo usuário, tamanha é a facilidade de configuração.

Reprodução

Todo o procedimento de gerenciamento do Deco é feito por meio de um aplicativo bastante intuitivo para celulares Android e iOS (ou seja, se você é um dos bravos apoiadores do Windows Phone, é recomendável ignorar o produto). A interface é elegante e permite adicionar mais roteadores à rede com poucos toques e gerenciar o tráfego, eliminando dispositivos conectados se necessário ou fazendo ajustes de QoS (qualidade de serviço), que permitem priorizar jogos, streaming de vídeo, downloads ou outros tipos de uso. Ou seja: se você está vendo Netflix e alguém está causando lentidão na rede fazendo um download, você pode dar prioridade de tráfego para direcionar mais banda para streaming, ou então é possível configurar a rede para priorizar aparelhos específicos, proporcionando mais velocidade ao computador do que para o celular, por exemplo.

Um outro ponto que deve ser observado sobre o Deco é que ele foi criado para se mesclar bem com o ambiente. Não há como negar: roteadores são feios, e roteadores de alto desempenho são piores ainda; em casas onde há uma preocupação com decoração, os aparelhos costumam ser escondidos. O Deco permite exibir o roteador sem pudor na sala sobre os móveis.

Vale a pena?

Eu não vou mentir: é difícil recomendar o Deco para alguém. Apesar de o texto todo ter sido elogioso até agora, vamos à parte ruim: o Deco M5 tem o preço sugerido de R$ 1.600, o que é surreal para o padrão brasileiro. Existem roteadores muito bons com tecnologia “fura-paredes” custando menos de 25% desse valor para quem precisa de algo potente devido a uma posição desfavorável do roteador dentro de casa.

O preço do Deco contempla o design e a tecnologia da rede mesh, que, apesar de funcionar muito bem, não corresponde exatamente à necessidade da maior parte dos usuários. Usando a minha casa como exemplo, mesmo com duas paredes entre o roteador e o meu quarto, um roteador mais convencional como o DIR-879 da TP-Link já deu conta do recado custando praticamente metade.

Assim, o Deco é um equipamento de luxo. Definitivamente, ele entrega qualidade, velocidade e alcance, mas o preço da novidade ainda não justifica a sua compra para a maior parte da população que não vive em uma mansão de 400 m². Se daqui a um tempo o produto se desvalorizar e puder ser encontrado por um preço um pouco mais acessível (talvez uns R$ 800). 

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ