WH-XB900N

Review do WH-XB900N: um ótimo fone, mas com controles confusos

Alvaro Scola, editado por Liliane Nakagawa 09/09/2019 12h24
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Nova opção de fone de ouvido da Sony traz cancelamento de ruído e o Extra Bass para quem gosta de músicas com graves

Para escutar uma música com bastante conforto e sem o incômodo dos fios, a opção preferida da grande maioria são os fones de ouvido Bluetooth, que possibilitam uma experiência com mais movimento. As opções para este tipo de aparelho são inúmeras, sendo que os dispositivos mais recentes têm cada vez mais adotado uma integração com o Google Assistente para deixá-los ainda mais integrados aos smartphones.


Por sua vez, uma das empresas que mais investe nestes tipos de fones é a Sony, que agora conta com o WH-XB900N em sua linha. Ele vem equipado com Bluetooth, cancelamento de ruído e suporte ao Google Assistente e Alexa.

O Olhar Digital preparou um review do dispositivo, confira a seguir nossas primeiras impressões sobre o produto. 

Acabamento

O WH-XB900N está disponível apenas na cor preta, tendo como principal material o plástico, com haste ajustável em metal. A base de couro, aparentemente sintética, também é bem revestida, o que não dá a sensação apertada ou de peso sobre a cabeça.

Reprodução

Quanto às almofadas, a marca adotou o material courino e, mais uma vez, aqui o revestimento é caprichado. Apesar de não darem uma boa impressão inicial por amassarem com facilidade, elas são bem grossas e macias, dando conforto mesmo após passar horas com o dispositivo na cabeça. Essa característica para fones circumaural (over-ear), ou seja, que cobrem a orelha por completo, como uma concha, é crucial em fones que propõem conforto em primeiro lugar.  

Reprodução

Apesar do conforto que as almofadas promovem, é crucial ajustá-lo à cabeça para que o falante não acabe pressionando a orelha.

Para o que diz respeito ao seu corpo, a Sony preferiu deixar este fone com um visual mais discreto colocando apenas dois botões, sendo um deles para ligar, e o outro para acionar ou mudar o tipo de cancelamento de ruído (função que pode ser alterada). Além deles, é claro, também marcam presença no corpo do fone uma entrada P2, para usuários que desejam utilizar o fone com fio, e uma porta USB-C para o carregamento.

Reprodução

Já para os controles de reprodução, o fone tem botões sensíveis ao toque, assim, tudo é feito com toques na superfície do lado direito do aparelho. Apesar do visual despojado, e bonito devido à ausência de botões, eles fazem muita falta no WH-XB900N, já que os controles sensíveis ao toque neste modelo não possuem uma boa resposta, o que pode ser um problema ao executar ações simples, como avançar uma música ou aumentar/diminuir o volume. Uma indicação de onde estão os botões até poderia ajudar, porém, como a imagem abaixo mesmo mostra, só há uma superfície lisa, impossibilitando saber onde estes botões sensíveis ao toque estão posicionados.

Reprodução

Desta forma, para a questão do acabamento, é preciso dizer que a Sony acertou na questão do conforto, entretanto, cometeu uma grande falha no que diz respeito aos controles. Muitas vezes, apenas o fato de você esbarrar a mão no fone de ouvido faz com que você realize uma ação sem querer. Assim, talvez seja necessário recorrer aos controles de reprodução do celular, o que não é o ideal ou prático ao utilizar um fone sem fio.

Qualidade do som e software de controle

Como você deve ter percebido pelo nome deste fone, ele faz parte da linha XB da Sony, que se refere ao Extra Bass. Então, é claro, o foco deste WH-XB900N é para o pessoal fã de graves, sendo ideal para alguns estilos musicais como Rap, Hip Hop, música eletrônica e demais gêneros, que se aproveitam destes elementos.

Mesmo assim, para o meu teste, escutei não apenas estes estilos, mas também demais gêneros musicais. De forma geral, o fone de ouvido se mostrou mais balanceado do que outros modelos da mesma linha, mas é claro, mantendo um nível de graves mais forte como sua principal característica.

Em gêneros como o rock ou o metal, ao escutar bandas como Iron Maiden ou Dragonforce as vozes dos vocalistas ficavam sempre em destaque, enquanto os agudos ficavam em um tom um pouco mais baixo. Ainda assim, todos os elementos da música continuavam bem fáceis de serem identificados e o grave não chegava a se destoar deles.

Já em músicas um pouco mais calmas ou do tipo acústico, como o do álbum Unplugged do Kiss, por exemplo, a experiência foi levemente prejudicada. Enquanto o vocalista mantinha mais uma vez a voz bem limpa, os sons dos instrumentos acabavam não ganhavam tanto destaque e a batida mais forte não causava uma boa impressão.

Quanto aos estilos musicais recomendados para este tipo de fone de ouvido, como o mencionado rap ou até mesmo música eletrônica, neles o grave realmente teve um papel mais acentuado. Isto acabou me gerando uma ótima experiência, já que quem busca um fone desses tem um divertimento maior com este tipo de música devido a este efeito.

Outro ponto positivo do WH-XB900N também fica para o seu cancelamento de ruído, que funciona muito bem. Diferente do que ocorre em alguns modelos, ao colocar o fone e ligar o cancelamento de ruído sem nenhum conteúdo, você ainda consegue escutar o que está acontecendo em sua volta, mas somente quando o som é ligado, você fica realmente isolado dos sons externos. Para mim, esta foi uma boa surpresa, já que as vezes, um cancelamento de ruído mais agressivo chega até mesmo a causar um incômodo inicial. Mesmo com este elogio ao fone para este aspecto, devo dizer que o controle do nível do cancelamento de ruído não fez diferença prática em nossos testes.

Apesar de não ser necessário para utilizá-lo, somente com o aplicativo da Sony – Headphones Connect é que é possível controlar as demais funções do WH-XB900N. Sendo esta a minha segunda experiência com o aplicativo, é possível dizer que o mesmo apresentou melhorias em relação a última vez que eu o utilizei.

O aplicativo traz um bom equalizador, que já vem com alguns estilos pré-configurados, que realmente fazem a diferença. Outro modo, Surround Virtual (VPT), que serve para a simulação de ambientes como uma Arena, Discoteca ou Palco ao Ar livre continua a decepcionar, deixando apenas o som mais disperso e com uma qualidade inferior. . Ainda no app da Sony, é nele onde você poderá mudar a função do botão "Custom" e também conferir como anda a carga da bateria dele.

Reprodução

A Sony aqui conseguiu alcança um resultado bem interessante. Apesar de ser um fone com Extra Bass, no geral, o WH-XB900N consegue oferecer uma boa experiência para praticamente todos os estilos. O seu volume também é bem alto e mesmo quando é utilizado no máximo, não acaba trazendo ou apresentando qualquer distorção.

Bateria e demais funções

A bateria do WH-XB900N é mais um dos pontos positivos deste fone de ouvido com uma autonomia, que a Sony afirma ser de até 30 horas de reprodução contínua. Em aproximadamente uma semana de testes com o fone, usando-o por mais de 3 horas ao dia, em momento algum consegui esgotar a sua bateria, tendo começado a semana com 100% de carga, encerrando-a com 65%.

Assim como outros fones mais recentes, o WH-XB900N também conta com suporte as principais assistentes virtuais da atualidade, sendo elas aqui a Alexa e o Google Assistente. Devido a ainda não estar lançada de forma oficial no Brasil, não pude testar a Alexa, entretanto, o Google Assistente funcionou corretamente, sendo bem útil para situações como ler mensagens sem olhar a tela do celular ou pedir para algo ser efetuado sem de fato mexer no smartphone.

Preço e disponibilidade

O WH-XB900N teve a sua pré-venda iniciada no Brasil no dia 9 de setembro de 2019 com o preço oficial de R$1.299,99, sendo que ele deverá começar a ser entregue durante o mês de outubro.

Conclusão

O WH-XB900N se apresenta como um fone bem confortável e com uma ótima qualidade de som. Apesar de carregar o Extra Bass como seu diferencial, algo que agrada nele também é a sua versatilidade para outros estilos, podendo ser utilizado para escutar músicas de diversos gêneros ou estilos.

Já na questão conforto a experiência poderia ser um pouco melhor. Mesmo sendo bem confortável nos ouvidos e não incomodando o usuário mesmo após longas sessões, os seus controles realmente se demonstram bem imprecisos e confusos.

Ainda assim é possível recomendar este fone de ouvido da Sony para qualquer pessoa que esteja procurando escutar música com qualidade. Isso, sem contar, a sua excelente autonomia, que deve ser o suficiente para você escutar música por quase uma semana sem se preocupar em carregá-lo.


Sony review Fones de ouvido fone de ouvido reviews
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você