Logo Olhar Digital

Robô usa cérebro de mariposa para se mover

Redação Olhar Digital 08/11/2007 16h47
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Eletrodos “lêem” os sinais elétricos do cérebro e movem a máquina na direção para onde o inseto olha.

Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos EUA, desenvolveram um robô capaz de detectar e seguir movimento, baseado no cérebro de uma mariposa. Um minúsculo eletrodo é inserido no cérebro do inseto, imobilizado em um tubo dentro da máquina. O eletrodo capta os pequenos impulsos elétricos emitidos enquanto a mariposa “vê” o mundo ao seu redor, e os traduz em movimento.

 

Na prática, isto significa que se a mariposa mover seus olhos para a direita, o robô se move para a direita. Se mover para a esquerda, o robô segue na mesma direção. Entretanto o método ainda não é perfeito: os cientistas ainda não descobriram os sinais correspondentes a “para frente” e “para trás”.

 

Cientistas esperam que no futuro uma técnica similar possa ser usada para detectar sinais emitidos pelo cérebro humano, e ajudar portadores de paralisia a recobrar os movimentos. Outro uso possível seria adaptar a tecnologia para capturar os sinais do sistema olfativo das mariposas, extremamente sofisticado, para uso como um detector de substâncias químicas, como explosivos.

Robótica Saúde
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você