Saiba bloquear a reprodução automática de vídeos no navegador

Vídeos com reprodução automática, o chamado "autoplay", podem ter sido popularizados pelo Facebook, mas hoje estão em todo canto da internet. Atualizações recentes do Google Chrome permitem ao usuário saber de qual aba vem aquele som misterioso, mas nada mais frustrante do que ter sua música interrompida por um áudio indesejado.

Confira abaixo algumas opções para bloquear a reprodução automática de vídeos no seu navegador de preferência, seja o Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari, Microsoft Edge ou Internet Explorer.

Google Chrome

O navegador do Google é um dos principais defensores do formato HTML5 e, por conta de sua arquitetura, não é possível bloquear o autoplay de vídeos diretamente através das configurações do browser. Para isso, você vai precisar da ajuda de uma extensão "terceirizada".

É o caso da Disable HTML5 Autoplay. Como o nome já diz, esse app suspende a reprodução automática no Chrome, afetando inclusive os anúncios que antecedem vídeos no YouTube. Mas quando o problema persiste no formato Flash, o próprio browser oferece opções avançadas de configuração.

Para bloquear o plug-in, basta abrir a aba de configurações no canto superior direito da tela, ao lado da barra de endereços (ou seguir o link chrome://settings), clicar em "Mostrar configurações avançadas..." e, sob a guia "Privacidade", clicar no botão "Configurações de conteúdo...". Na janela aberta, vá até a guia "Plug-ins" e clique em "Gerencias plug-ins individuais". Em seguida, basta desabilitar o Adobe Flash Player e pronto.

É importante lembrar que muitos sites ainda utilizam o Flash para reproduzir certos conteúdos, como a versão web do app de música Rdio. Então tome cuidado ao desabilitar por completo o plug-in no seu navegador.

Mozilla Firefox

Já no principal concorrente, o formato HTML5 pode ser suspenso pelo próprio browser. Na página de configurações avançadas do Firefox (about:config), certifique-se de clicar em "serei cuidadoso" e digite na barra de localização "media.autoplay.enabled". Clique duas vezes e o valor da função muda de "true" para "false". Pronto.

Para bloquear o Flash, o caminho é mais simples. Basta clicar no botão de opções no canto superior direito e selecionar "Complementos" (about:addons). Na barra lateral da nova guia, clique em "Plugins" e desabilite o Shockwave Flash selecionando a opção "Perguntar para ativar". Assim, todo vídeo nesse formato exigirá a sua permissão para começar a rodar.

Outras opções no Firefox incluem extensões como o FlashStopper e o Stop Tube HTML5. De qualquer modo, assim como no Chrome, esteja ciente de que alguns sites podem parar de funcionar sem o plug-in.

Microsoft Edge

O navegador padrão do Windows 10 ainda se encontra em estágios iniciais de desenvolvimento, e, por isso, não oferece opções tão completas quanto Firefox e Chrome. Sem suporte a extensões por enquanto, o Edge dá ao usuário a opção de bloquear a reprodução em Flash, mas não HTML5.

Vá até o botão de três pontos no canto superior direito do browser, clique em "Configurações" e, em seguida, selecione "Exibir configurações avançadas". Agora basta alternar o botão que abilita e desabilita o Adobe Flash Player quando e como quiser.

Internet Explorer

É possíquel que, por algum motivo, você ainda utilize o Internet Explorer, seja por escolha própria ou limitações técnicas. Para acabar com o autoplay no browser, você pode desativar a filtragem ActiveX. Com o navegador aberto, clique em "Ferramentas" (o ícone da engrenagem), siga para "Segurança" no menu suspenso e clique em "Filtragem ActiveX" para desabilitar o recurso.

Outra opção é também bloquear o Flash. Na mesma guia de "Ferramentas", clique em "Gerenciar Complementos" e, na nova janela aberta, mude a função "Mostrar" na barra lateral para "Todos os Complementos". Depois disso, selecione a opção "Shockwave Flash Object” e clique no botão “Desabilitar".

Safari

Quem usa dispositivos da Apple, como o Mac, pode preferir navegar pela web com o Safari. O browser também oferece opções para desabilitar o Flash, embora, até agora, não seja possível desabilitar o HTML5.

Basta clicar no ícone do menu do navegador, seguir em "Preferências", guia "Segurança" e depois "Gerenciar configurações de site". Em seguida, selecione o plug-in do Flash e na caixa "Quando visitar outros sites", marque a opção "Perguntar". Desse modo, o browser vai pedir sua autorização antes de executar uma animação ou vídeo automático em alguma página.

Facebook

Se o seu problema é especificamente com o autoplay no feed de notícias do Facebook, é possível desabilitar a função através da própria rede social. Na versão para desktop, vá até o ícone do cadeado no canto superior direito e clique em "Ajustes" no menu suspenso. Nessa nova página, abra a opção "Vídeos" na barra lateral esquerda e, em "Reprodução automática de vídeos", mude para "Desativado".

Na versão para smartphones, toque no ícone de opções (três linhas horizontais) e desça até "Configurações do aplicativo". Em "Vídeos reproduzidos automaticamente", escolha entre "Ativado", "Desativado" e "Somente Wi-Fi".

Outras opções

Como a maioria dos vídeos de reprodução automática na web partem de anúncios importunos, extensões que bloqueiam propaganda também podem funcionar. O Adblock é um bom exemplo, disponível para todos os navegadores acima, além de Opera e outros softwares e sistemas.

Você também pode querer desinstalar completamente o Flash de seu PC, mas, por mais que o formato esteja sendo abandonado pouco a pouco, ainda não é uma opção recomendável. Além disso, é importante tomar cuidado caso você utilize recursos que desativam totalmente o HTML5, visto que ele serve de base para o player de vídeos do YouTube.

Alterações como as sugeridas acima podem afetar de diferentes maneiras a experiência do usuário, trazendo consequências nem sempre positivas. Em todo caso, parar a reprodução dos vídeos automáticos manualmente é sempre a opção mais simples e segura.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ