Saiba como é viver no quarto de faculdade que foi de Zuckerberg

A suíte H33 na Kirkland House, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, pode parecer exatamente igual às outras. O quarto tem paredes finas, poucas tomadas e nenhum ar condicionado. Apesar de não haver nenhuma placa indicando, ela é histórica: foi lá que, em 2004, Mark Zuckerberg iniciou uma ideia que hoje vale US$ 265 bilhões.

Reprodução

Mesmo sendo parte importante da história de uma das maiores empresas de tecnologia dos últimos anos, o quarto não desperta tanta curiosidade dos estudantes. "A história é emocionante por dois minutos, ou sempre que você está conta para alguém novo. Mas no final do dia, é apenas um quarto", declara um dos ex-ocupantes do cômodo.

Reprodução

Visitas

Andrew Flesher, um dos estudantes que morou na H33 por algum tempo, conta que há alguns anos, ao entrar no quarto, se deparou com uma série de estranhos na área comum da suíte. Os visitantes haviam trazido bolo e cerveja para celebrar o 10º aniversário do Facebook em seu ponto de partida. " Nós não temos nenhuma idéia de como eles entraram", afirma.

O colega de quarto de Flesher, Bergsund, explica que a melhor parte de morar no antigo quarto de Zuck tem a ver com a própria rede social. O que realmente compensou foi o reconhecimento que tivemos ao postar no Facebook que morávamos nesse quarto: um monte de curtidas", conta.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ