Saiba como o Google lida com pesquisas totalmente novas

O Google recebe 2 milhões de pesquisas por segundo, sendo que 15% dessas solicitações são completamente novas para o motor de busca. Para ajudar a aprimorar as consultas de temas não tão conhecidos pelo buscador, a empresa está testando um sistema que usa a inteligência artificial capaz trazer respostas exatas ao usuário, diminuindo as chances de confusões.

Como funciona?

Batizado de RankBrain, o recurso ajuda o motor de busca a entender questões ambíguas e oferecer resultados úteis. O recurso incorpora a linguagem escrita em entidades matemáticas e pode encontrar palavras e frases similares em significado, mas já conhecidas pelo sistema, para trazer os resultados.
De acordo com Greg Corrado, cientista do Google, a pesquisa utiliza centenas de "sinais" para moldar o algoritmo de buscas. Utilizado há alguns meses, o RankBrain se tornou o terceiro mais importante na tarefa.

Aprendizado de máquina

O aprendizado de máquina pode ajudar as empresas a compreender rapidamente uma grande quantidade de dados e utilizá-los em uma base global de usuários, mas o trabalho não é simples como parece. Corrado conta que, antes de começar a ser testado, o algoritmo foi desenvolvido por mais de um ano. "A aprendizagem de máquina não é apenas uma 'poção mágica' que você derrama em um problema e ele é solucionado. Para utilizá-la, tivemos que tomar muito cuidado e pensar muito para desenvolver algo que nós realmente achamos vale a pena", afirma.

O RankBrain já é utilizado por todos os usuários do Google.

Via TheNextWeb

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ