gear vr samsung

Samsung aponta riscos de seus óculos de realidade virtual

Redação Olhar Digital 10/12/2014 09h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Finalmente a realidade virtual está ao alcance do usuário comum, graças a  um aparelho de US$ 200 (US$ 1 mil se você contar o preço do Galaxy Note 4 que é obrigatório) lançado pela Samsung, o Gear VR. Isso não significa, porém, que qualquer um possa desfrutar desta nova tecnologia. O produto tem uma série de contra-indicações, as quais a Samsung tenta informar com clareza antes de permitir que alguém compre o aparelho.

A aquisição do Gear VR Innovator Edition (que é um produto ainda em testes, para deixar claro) passa pela obrigatoriedade de o comprador afirmar ter lido um documento de cerca de 1 mil palavras que detalha cada ameaça à saúde e integridade física que o aparelho representa.

O básico, conforme nota  o Ars Technica, é que todos devem fazer uma pausa de pelo menos 10 minutos depois de 30 minutos de uso, “mesmo que você não ache que precisa”. Crianças de até 13 anos não devem usar o Gear VR de modo algum, alerta a Samsung. Jovens acima desta idade devem ser monitorados de perto pelos pais, que devem permitir períodos limitados de uso para evitar sintomas adversos.

E quais são estes sintomas? A Samsung detalha os possíveis problemas: “convulsões, perda de consciência, vista cansada, olhos tremendo, movimentos involuntários, visão alterada, dobrado ou borrada, ou outras anormalidades como tontura, desorientação, equilíbrio prejudicado, coordenação olho-mão prejudicada, suor excessivo, salivação aumentada, náusea, desconforto ou dor de cabeça ou nos olhos, sonolência, fadiga e enjoos”. Como se não fosse o bastante, você também pode sentir dores nos músculos, juntas, ou na pele. Ou então, “formigamento, dormência, queimação ou rigidez”.

Algumas horas depois de encerrar o uso, você ainda pode ter problemas, segundo a própria Samsung, como sonolência excessiva e capacidade reduzida de realizar ações multitarefas. Os usuários não devem dirigir ou operar máquinas pesadas depois de usar o Gear VR.

Além disso, como os óculos requerem um senso de equilíbrio perfeito, não se deve utilizá-lo sob efeito de cansaço, sonolência ou efeitos de drogas (lícitas ou ilícitas) ou álcool, nem mesmo de ressaca, já que isso aumenta a suscetibilidade aos sintomas adversos.

A melhor parte das contra-indicações vem a seguir: use o Gear VR sempre sentado, “longe de pessoas, objetos, escadas, sacadas, janelas e móveis”, graças ao risco de acidentes. Também há um dos avisos mais sábios: “Não manipule objetos pontiagudos ou perigosos enquanto usa o Gear VR”, já que o risco de você acabar se esfaqueando, ou perfurando outra pessoa é grande. Além disso, fica a recomendação: “não utilize em situações que requerem atenção, como ao andar, dirigir ou pedalar”. Realmente, não parece uma boa ideia dirigir usando um óculos desses.

Via Ars Technica

Samsung tecnologia vestível realidade virtual
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você