Projeto Pontis da Samsung

Samsung cria software que controla TVs a partir de ondas cerebrais

Daniel Junqueira 09/11/2018 15h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Pesquisadores da Samsung desenvolveram um software que permite controlar configurações da TV com uso de ondas cerebrais. Apesar da tentadora ideia de poder mudar de canal apenas com o pensamento, o objetivo do projeto é outro: permitir que pessoas com deficiências físicas consigam navegar pela TV.


Desenvolvido pela Samsung da Suíça em parceria com o Centro de Neuropróteses da Escola Politécnica Federal de Lausana, na Suíça, o software usa ondas cerebrais para controlar recursos como canal e ajuste de volume em smart TVs da Samsung. A ideia é dar a pessoas tetraplégicas, por exemplo, controle sobre o aparelho.

Para emitir os comandos para a TV, o software da Samsung precisa ser calibrado para entender como o usuário se comporta quando quer fazer algo como escolher um filme. Ao usar um capacete com 64 sensores e um rastreador ocular que é conectado à TV, o sistema consegue determinar para onde a pessoa está olhando quando decide escolher determinado filme.

Esse é o protótipo atual - fruto de três meses de desenvolvimento. Os pesquisadores da Samsung planejam criar um sistema que não dependa do rastreamento dos olhos - ou seja, que consiga fazer tudo a partir das ondas cerebrais do usuário.

Mas a tarefa não é simples. "Uma das coisas que devemos levar em consideração é que todo mundo é diferente," explicou Ricardo Chavarriaga, um dos cientistas envolvidos no projeto. Assim, o sistema precisaria ser adaptado para cada usuário, considerando que cada pessoa tem cérebro de tamanhos diferentes.

Atualmente, a Samsung trabalha em tecnologias que usam ondas cerebrais para fins de acessibilidade, mas é possível que no futuro essa navegação seja a padrão de dispositivos? De acordo com Martin Kathriner, porta-voz da Samsung da Suíça, é pouco provável.

"Para nós, é uma ideia para a acessibilidade. Se vai ser aplicável para todos no futuro, eu não faço ideia," explicou ao site CNET. Ele explicou que inicialmente a Samsung planejava implementar a tecnologia em celulares, mas acabou adotando TVs por causa da tela grande, e por ser um dispositivo encontrado em praticamente todas as casas.

A partir de agora, pesquisadores da Samsung vão começar a preparar um segundo protótipo do sistema com previsão de conclusão para o primeiro trimestre do ano que vem. Depois disso, a coreana planeja levar a tecnologia para ser testada em hospitais na Suíça.

Pesquisa Samsung Ciência
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você