Sem carros autônomos, Uber "acabará igual aos táxis", diz CEO

Travis Kalanick, presidente e fundador da Uber, explicou nesta terça-feira, 20, os planos da empresa na área de pesquisas em carros que dirigem sozinhos. Segundo o executivo, veículos autônomos são imprescindíveis para seu negócio, pois, de outro modo, a Uber "pode acabar igual à indústria dos táxis".

"A Uber, uma empresa de apenas cinco anos, tem potencial para entrar em colapso se não fizermos isso direito, é algo super fascinante", disse Kalanick em uma conferência realizada pelo jornal americano The Washington Post. Só no último ano, a Uber contratou mais de 40 especialistas na área de veículos autônomos, de algumas das melhores universidades do país.

De todas as empresas investindo na área - incluindo Tesla, GM, Toyota e até, possivelmente, a Apple -, o Google é a que teve mais avanços com seu protótipo de carro autônomo, sugeriu Kalanick. "Fazer o veículo deles chegar a uma solução de 90% deve acontecer em breve. Mas quando eles chegarão a 99.99% de sucesso?", questionou o CEO.

Para ele, por mais que o futuro seja mesmo de carros autônomos, essa realidade ainda deve demorar, pelo menos, mais 15 anos para se concretizar. "Algumas cidades vão permitir, e serão o baluarte do futuro, enquanto outras vão parecer que ainda estão na Idade Média. Nós seremos parte do futuro? Ou vamos resistir a ele, como a indústria do táxi resiste a nós?", comentou ainda o executivo.

Via Business Insider

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ