Smartphones poderão ajudar o usuário a dormir melhor

As fabricantes de smartphones querem tornar seus dispositivos menos prejudiciais para o sono. No ano passado, pesquisas revelaram que o uso dos celulares a noite emite luzes que podem interromper a produção de melatonina, hormônio que "avisa" o corpo que é hora de dormir. O resultado é uma espécie de insônia por causa do uso excessivo de smartphones.

Pensando nisso, a Apple e a Amazon anunciaram neste mês que vão liberar ferramentas para ajudar as pessoas a se prepararem para a hora de ir para a cama. O IOS, por exemplo, terá o modo “Night Shift”, recurso que é capaz de identificar a localização geográfica e o horário para alterar a tela automaticamente, tornando a iluminação menos agressiva e facilitando a produção de melatonina.

De acordo com a Apple, a ferramenta pode até ajudar a pessoa a ter uma boa noite de sono. Os tablets da Amazon terão um app que muda a tonalidade da tela para um modo "seguro para o sono". 

A novidade pode mudar a maneira como as principais fabricantes do mundo lidam com a iluminação dos seus dispositivos. Especialistas apontam que, caso seja adotada por muitas empresas, a "luz amigável" pode alterar a vida das pessoas.

"A mudança terá um impacto pequeno, mas vai afetar um grande número de pessoas. A indústria tem deliberadamente evitado comentar comentário ou mesmo reconhecer essas evidências até muito recentemente, na minha opinião, por medo de que isso afete as vendas e o uso desses dispositivos”, critica Paul Gringras, um dos pesquisadores que descobriu a relação entre os smartphones e a falta de sono.

Via DailyMail

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ