Governos estão pedindo cada vez mais informações de usuários ao Facebook

As solicitações de governos por dados de usuários do Facebook têm crescido nos últimos meses, de acordo com um relatório divulgado pela empresa nesta quinta-feira, 27. O Relatório de Solicitações Governamentais Globais do segundo semestre de 2016 mostra que as requisições aumentaram 9%, passando de 59,2 mil para 64,2 mil.

A maioria desses pedidos está relacionada a processos criminais, tais como roubos ou sequestros. Em muitos desses casos, o governo está solicitando informações básicas, como nome e duração do acesso ao serviço. As solicitações também podem incluir registros de endereço IP ou conteúdo da conta.

Outros índices

As restrições de conteúdo por violação de leis locais diminuíram 28% em relação ao mesmo período do ano anterior, passando de 9.600 para 6.900.

O Facebook ressalta ainda que, pela primeira vez, oferece dados sobre interrupções de internet que afetem o acesso aos seus produtos. A empresa declara que a interrupção pode "prejudicar economias locais e impedir que as pessoas compartilhem e se comuniquem com familiares e amigos".

"Continuamos a procurar formas de trabalhar com parceiros da indústria e da sociedade civil para pressionar os governos de todo o mundo a reformarem a vigilância de uma forma que projete a segurança de seus cidadãos, respeitando seus direitos e liberdades", explica.

[The Next Web]

 

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ