Sony é processada por causa do Playstation 3

Empresa norte-americana alega que processador do console infringe suas patentes.

A empresa norte-americana Parallel Processing, baseada em Newport Beach, na Califórnia, está processando a Sony, alegando que o processador Cell (desenvolvido em conjunto pela Sony e IBM) usado no Playstation 3 infringe uma de suas patentes relacionadas a processamento paralelo, intitulada "Processamento paralelo sincronizado com memória compartilhada", concedida em 1991. Segundo a empresa, a Sony causou "danos irreparáveis e prejuízo financeiro" ao vender o console. A Parallel Processing quer restituição dos danos, custos legais e a "apreensão e destruição" de todos os produtos (ou seja, consoles Playstation 3) que infrinjam sua patente. Entretanto, os fãs do console não devem se preocupar. Processamento paralelo não é uma idéia nova, e a Sony provavelmente conseguirá invalidar a patente nos tribunais apresentando a chamada "prior art", ou seja, provando que a idéia já estava em uso antes da patente ser concedida.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ