TIM estuda comprar Nextel com aval da matriz na Itália

A Telecom Italia, operadora de telefonia móvel que atua no Brasil como TIM, pode estar prestes a apresentar uma oferta de aquisição da Nextel, a quinta maior operadora do país. A decisão pode passar pelo aval da matriz italiana da empresa.

A informação é da agência Bloomberg. Segundo a reportagem assinada por Daniele Lepido e Fabiola Moura, o CEO global da TIM, Amos Genish, que também é fundador da GVT, pode levar o assunto para a reunião de acionistas da empresa em 24 de setembro.

Se a proposta for aprovada pelos outros executivos, a TIM pode contratar conselheiros para estruturar uma oferta. No entanto, as duas empresas não confirmaram as informações. Recentemente, outras operadoras, como Vivo e Claro, também apareceram na imprensa como possíveis interessadas em comprar a Nextel.

As operações no Brasil respondem por 23% de toda a receita global da Telecom Italia. A Nextel tem 3,2 milhões de clientes, mas registrou prejuízo de US$ 142,1 milhões entre janeiro e junho deste ano. Comprar a Nextel pode garantir maior penetração da TIM em algumas áreas, mas também tem seu lado negativo.

A Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, impede que uma mesma operadora monopolize um espectro muito amplo de conexões. Se a TIM comprar a Nextel, ela pode passar desse limite em algumas regiões, como em São Paulo. No entanto, a Anatel vem estudando a possibilidade de ampliar esse limite.

A NII Holdings, empresa que detém 70% das ações da Nextel, não anda muito satisfeita com o investimento, o que tem acendido os rumores de que a operadora vai trocar de dona. A companhia já abandonou operações de telefonia em Argentina, Peru, Chile e México - só falta o Brasil.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ