Tubarões tentam morder cabos submarinos do Google

Existem inúmeras ameaças à segurança de um cabo de transferência de dados que se estende por milhares de quilômetros no fundo do oceano. Uma delas, conforme revelado recentemente por um executivo do Google, são os tubarões, que tem um gosto especial por cabos submarinos e que a ciência não explica.

Dan Belcher, gerente de produto na empresa, diz que para evitar danos aos cabos e também à fauna marinha, quando um cabo atravessa o oceano, ele é revestido com um material semelhante ao Kevlar usado em coletes à prova de balas. Um dos objetivos é evitar que tubarões mastiguem toda a fiação. E isso acontece com frequência, como você pode ver no vídeo abaixo.

Na verdade, trata-se de um procedimento padrão para operações de implantação de cabos submarinos. Terremotos e anzóis para pesca, por exemplo, também podem acabar danificando os fios se não houver uma proteção adequada.

No caso dos tubarões, os responsáveis pela proteção dos cabos não sabem muito bem explicar o que acontece. Alguns entendem que o comportamento se deva aos campos eletromagnéticos gerados pelos cabos; outros dizem que só o fato de existir algo embaixo da água que se pareça com um cabo faz com que os tubarões sintam a necessidade de atacar, mesmo se fosse um pedaço de plástico inerte.

Conforme o Google se expande, cabos submarinos acabam se tornando uma parte importante do plano. A empresa já tem dois cabos ligando Estados Unidos e Ásia e está investindo em um terceiro. No fim das contas, ter sua própria fiação pode ajudar a reduzir os custos de transferência de dados, mas isso se a companhia conseguir manter seus fios intactos.

Via Wired

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ