Uber acusa vereadores do Rio de desrespeitar a democracia

A Uber publicou hoje uma carta aberta ao Rio de Janeiro em que acusa os vereadores da cidade anfitriã das Olimpíadas 2016 de descaso com o processo democrático ao impedir um amplo debate sobre inovação e tecnologia.
 
A carta refere-se ao Projeto de Lei 122/15, que impede o funcionamento do aplicativo, e foi aprovado pelos vereadores. A carta sugere que os vereadores deveriam ouvir a sociedade para implementar melhorias de mobilidade em vez de "privilegiar apenas uma categoria" – e joga os holofotes sobre a decisão do prefeito Eduardo Paes, que, ao que tudo indica, deve sancionar o projeto que privilegia taxistas cariocas.
 
"A representação política deve ser feita pensando no bem-estar coletivo ou em nome de interesses determinados? Qual é o Rio de Janeiro que queremos; o dos velhos sistemas ou o das novas soluções? Qual a mensagem que escolhemos mandar ao resto do mundo, que assiste atento os preparativos para as Olimpíadas do ano que vem?", diz trecho do manifesto publicado pela empresa.

Clique aqui e leia a carta na íntegra. A Câmara dos Vereadores do Rio ainda não se manifestou a respeito.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ