Uber propõe regulamentação do serviço no Brasil inspirada na do México; entenda

Em audiência na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, que aconteceu nesta quarta-feira, 9, o representante da Uber no Brasil, Daniel Mangabeira, propôs a criação de uma regulamentação do transporte urbano individual brasileiro inspirada no modelo em vigor na cidade do México. Por lá, o motorista contratado pelo aplicativo paga uma taxa (que corresponde a 1,5% do valor da corrida) para financiar melhorias de trens, metrôs, ônibus e até de táxis.

"Esse é o tipo de discussão que a gente pode e gostaria de ter aqui no Brasil e no Rio de Janeiro em particular", explicou Mangabeira.

Brecha pode permitir Uber em São Paulo

Acontece hoje a segunda votação do projeto de lei que quer proibir a utilização do aplicativo em São Paulo. No início da tarde, motoristas de taxi fecharam a rua em frente à Câmara Municipal de São Paulo em protesto.

Minutos antes de ser iniciada a votação, o Executivo apresentou uma emenda que pode permitir que a Prefeitura realize estudos para regulamentar o transporte individual de passageiros por meio de novas tecnologias. O texto ainda pede que sejam criados mecanismos para avaliar a qualidade do serviço prestado pelos taxistas.

Segundo Arselino Tatto (PT), líder do governo, a emenda conta com 30 votos favoráveis, 2 a mais do que o necessário para sua aprovação. "O Uber já é proibido e vai continuar, até a Prefeitura fazer estudos sérios sobre o assunto", afirmou.


Via Reuters e O Estado de São Paulo

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ