Uber vai usar sensores do celular para saber se motorista dirige perigosamente

Atualmente, a Uber usa as avaliações de passageiros e pilotos para saber como foram as viagens, identificando possíveis problemas durante o trajeto e contando com a ajuda dos usuários para saber se houve algum contratempo. A medida, no entanto, não é 100% confiável e não oferece informações detalhadas. Pensando nisso, a empresa anunciou que pretende usar componentes do smartphone do usuário e do prestador de serviços para saber se o motorista está dirigindo perigosamente.

A companhia deve usar sensores como o GPS e o giroscópio para detectar se o caminho seguido é o correto e se há muitas vibrações dentro do veículo. Questionada sobre a possibilidade de rastrear as pessoas, a Uber explica que só acessará os dados mediante reclamações dos usuários, e não para identificar como foi a viagem de todos os passageiros.

Por exemplo, quando um cliente reclamar que o motorista atravessou o semáforo fechado, a empresa usará as informações coletadas para saber se isso relmente aconteceu. "Na maior parte dos casos, falamos com ambos os lados. Mas cada vez mais a tecnologia pode ajudar a chegar à verdade", explica Joe Sullivan, diretor de segurança da Uber.

Via Engadget 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ